Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Brasil notifica 60.091 casos de covid-19 em 24h; total chega a 3.224.876

Região mais afetada pela covid-19, o Sudeste concentra mais de um terço dos casos
13/08/2020 20:00 - Estadão Conteúdo


O Brasil registrou nas últimas 24 horas 60.091 casos do novo coronavírus, o terceiro maior índice diário, informou nesta quinta-feira, 13, o Ministério da Saúde. As contaminações agora contabilizam 3.224.876. De ontem para hoje, foram 1.262 mortes informadas em decorrência da doença. O total de óbitos é de 105 463.

Região mais afetada pela covid-19, o Sudeste concentra mais de um terço dos casos (1.124.404) e 45% das mortes (47.405). Na sequência, aparecem Nordeste (996.038 contaminações e 31.687 óbitos), Norte (464.039 e 12.582, respectivamente), Centro-Oeste (333.136 e 6.933) e Sul (307.259 e 6.856).

Em números totais, o Brasil fica somente atrás dos Estados Unidos. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), são 5.176.018 de infecções em solo americano (56.307 a mais do que ontem) e 165.148 mortes (1 497 registradas em 24h).

SÃO PAULO

Após mudanças no sistema de notificação de óbitos e casos, o Estado de São Paulo registrou 455 mortes em 24 horas pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, foram incluídos nos dados desta quinta-feira, 13, 221 óbitos que ocorreram ao longo da pandemia. 

A pasta afirma que passou a cumprir novas diretrizes do Ministério da Saúde. Em nota, informa que a mudança do Guia de Vigilância prevê que, agora, "os casos e mortes também poderão ser confirmados por critério clínico-imagem". Ou seja, os registros também poderão ser feitos por confirmações baseadas em exames de imagem que apontam alterações da covid-19 no organismo. Até então, de acordo com o governo paulista, os dados contabilizavam apenas diagnósticos laboratoriais, feitos por testes.

Em nota, a secretaria afirma que "com isso, o balanço desta quinta inclui 221 mortes que ocorreram no decorrer da pandemia e foram confirmados por obedecer a estes novos critérios". Dessa forma, o total de óbitos registrados chegou a 455, incluindo os outros 234 óbitos confirmados em 24 horas. O recorde anterior era de 434 óbitos e foi alcançado no dia 23 de julho.

A mudança também teve impacto na contabilização de casos e também houve um recorde em 24 horas, com 19.274 casos registrados. O recorde anterior era de 19.030 casos, em 19 de junho, e aconteceu em um dia em que houve registros represados no e-SUS.

No total, o Estado de São Paulo tem nesta quinta-feira, 13, 26 324 mortes e 674.455 casos confirmados de covid-19.

Ainda segundo o balanço, 457.658 pessoas se recuperaram da doença em todo o Estado, sendo que 79.442 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 56,8% na Grande São Paulo e de 58% no Estado. Há 12.672 pacientes internados, sendo 7.258 em leitos de enfermaria e 5.477 em unidades de terapia intensiva.

Há pelo menos uma pessoa infectada em 643 das 645 cidades do Estado. 500 municípios registram um ou mais óbitos pela doença.