Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Brasil registra recorde de 26,7 mil novos casos de coronavírus em 24 horas

País contabilizou 1.156 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas
28/05/2020 20:00 - Estadão Conteúdo


O Brasil contabilizou 1.156 novas mortes causadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos pela doença para 26.754, segundo o Ministério da Saúde. De ontem para hoje, houve registro de 26.417 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e agora são 438.238 pessoas contaminadas.

O Brasil segue ocupando a segunda posição entre as nações com mais casos de covid-19 no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que acumula mais de 1,7 milhão de infectados, segundo dados compilados pela plataforma da Universidade Johns Hopkins até às 19h desta quinta-feira.

Na lista das nações com mais mortes acumuladas, o Brasil ocupa a 6ª posição. Só fica atrás de Estados Unidos (101.196), Reino Unido (37.919), Itália (33.142), França (28.665) e Espanha (27 119). Em todo o mundo, a covid-19 já infectou 5,9 milhões de pessoas, causando a morte de 359 mil delas, também de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins.

Estado de São Paulo bate recorde com 6.382 casos de coronavírus em 24h

O Estado de São Paulo bateu um novo recorde e registrou 6.382 novos casos de covid-19 em 24 horas nesta quinta-feira, 28. O pico anterior, de 4.092 casos novos em um dia, havia sido alcançado há duas semanas, no dia 15 de maio. Com o aumento, o Estado tem 95.865 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O número de mortes subiu para 6.980, com 268 óbitos a mais que no dia anterior. O alto índice foi registrado um dia depois de o governador João Doria anunciar a reabertura de alguns setores da economia em determinadas regiões do Estado, incluindo a capital.

 

Felpuda


Mesmo sabendo que não é fácil conquistar a vitória, alguns políticos em pleno exercício do mandato disputam eleições, querendo trocar o Legislativo pelo Executivo e se dizendo preocupados com as necessidades do município. 

A jogada é antiga: fazem campanha eleitoral antecipada, pois vão tentar a reeleição, e começam a “trabalhar” o nome desde já. É bom lembrar o dito popular: “De boas intenções o inferno está cheio”. Ah, o poder!