Cidades

Zika vírus

Brasil tem 1.761 casos
suspeitos de microcefalia
e investiga 19 mortes

Brasil tem 1.761 casos
suspeitos de microcefalia
e investiga 19 mortes

Continue lendo...

O Ministério da Saúde investiga as mortes de 19 crianças com suspeitas de microcefalia desde o início do ano até o dia 5 de dezembro em oitos estados do país e se esses possíveis casos de malformação têm relação com o zika vírus. Em uma semana, o número de casos suspeitos de microcefalia passou de 1.248 para 1.761, um aumento de 41%.

A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. A microcefalia é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm – o esperado é que bebês nascidos após nove meses de gestação tenham pelo menos 34 cm.

O perímetro foi revisado pelo ministério no último dia 4. Antes, a microcefalia era apontada nos casos de circunferência craniana menor do que 33 cm.

Os casos de morte sob investigação são no Rio Grande do Norte (7), Sergipe (4), Rio de Janeiro (2), Bahia (2), Maranhão (1), Ceará (1), Paraíba (1) e Piauí (1).

Segundo o levantamento apresentado pela pasta, Pernambuco ainda é a unidade da federação que apresenta o maior número de casos (804) suspeitos da malformação. Em seguida, estão os estados de Paraíba (316), Bahia (180), Rio Grande do Norte (106), Sergipe (96), Alagoas (81), Ceará (40), Maranhão (37), Piauí (36), Tocantins (29), Rio de Janeiro (23), Mato Grosso do Sul (9), Goiás (3) e Distrito Federal (1).

Para o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, ainda pode demorar sair o resultado de uma vacina contra o zika vírus. “O tempo de desenvolvimento de vacina é um tempo longo porque os estudos clínicos são demorados. É algo em torno de dez anos, supondo que as coisas deem certo”, afirmou.

LOTERIA

Quina de São João sorteia neste sábado prêmio de R$ 220 milhões

Hoje também tem sorteio da Mega-Sena; prêmio de R$ 86 milhões

22/06/2024 12h30

Foto: Marcelo Camargo / Arquivo / Agência Brasil

Continue Lendo...

As apostas para a Quina de São João, com prêmio estimado em R$ 220 milhões, podem ser feitas até as 19h, em qualquer volante da Quina, nas casas lotéricas de todo o país e pelo aplicativo Loterias Caixa e no portal Loterias Caixa.

O sorteio do concurso 6.462, será realizado neste sábado (22), a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, em São Paulo, com transmissão ao vivo pelo canal da Caixa no YouTube e no Facebook das Loterias Caixa.

Caso apenas um apostador leve o prêmio de R$ 220 milhões e aplique todo o valor na poupança, receberá mais de R$ 1,2 milhão de rendimento no primeiro mês.

Cada aposta simples custa R$ 2,50. Para jogar, basta marcar de cinco a 15 números dentre os 80 disponíveis no cartão. Quem quiser, também pode deixar para o sistema escolher os números, opção conhecida como Surpresinha. Ganham prêmios os acertadores de dois, três, quatro ou cinco números.

Assim como em todos os concursos especiais das Loterias Caixa, a Quina de São João não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal, com acerto de cinco números, o prêmio será dividido entre os acertadores da 2ª faixa (quatro números) e assim por diante, conforme as regras da modalidade.

Mega-Sena

Também hoje, a Loterias Caixa sorteia prêmio da Mega-Sena acumulado em R$ 86 milhões. As seis dezenas do concurso 2.740 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, em São Paulo.

O sorteio terá a transmissão ao vivo pelo canal da Caixa no YouTube e no Facebook das Loterias Caixa. O prêmio da faixa principal está acumulado em R$ 60 milhões.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.

O jogo simples, com seis números marcados, custa R$ 5.

*Com informações da Agência Brasil

CADA VEZ PIOR

MS tem nove cidades dentre as dez com menor umidade do país

Dados preocupantes divulgados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) referentes à essa sexta-feira (21) ainda apresenta cinco cidades com índices menores que 20%

22/06/2024 12h00

Nove cidades do MS estão entre as dez com piores índices de umidade do ar

Nove cidades do MS estão entre as dez com piores índices de umidade do ar Foto: Marcelo Victor / Correio do Estado

Continue Lendo...

Mesmo com o começo do inverno, Mato Grosso do Sul continua apresentando níveis preocupantes, sem previsão de melhora. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou que nove cidades do MS figuraram entre as 10 com menor índice de umidade no país nesta sexta-feira (21).

Essas cidades foram, em ordem crescente: Jardim, Amambai, Aquidauana, Coxim, Sonora, Nhumirim, Porto Murtinho, Ivinhema e Miranda. A única não sul-mato-grossense que aparece entre as 10 é Barretos (SP), presente na quarta posição. Todas elas apresentaram números de 18% a 21%.

Através destes números, há cidades do MS em dois níveis diferentes de gravidade, o Estado de Atenção (de 20% a 30%) e Estado de Alerta (de 12% a 20%), de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Os cuidados a serem tomados são:

Estado de Atenção (21 a 30%)

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas;
  • Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.;
  • Permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.;
  • Se hidratar bem.

Estado de Alerta (12 a 20%)

  • Observar as recomendações do estado de atenção;
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas;
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • Usar soro fisiológico para olhos e narinas.
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)

O Inmet também divulgou um alerta com perigo potencial de baixa umidade do ar em algumas regiões do país, incluindo todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Este alerta, segundo o instituto, começa neste domingo (23), às 12h, e se encerra no mesmo dia, às 19h, com a umidade apresentando variação de 20% a 30%.

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).