Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Brasil tem 679 mortes em 24 horas e chega a 37.134 óbitos

Boletim mostra 15.654 novos casos da doença, totalizando 707.412 contaminados
08/06/2020 19:00 - Estadão Conteúdo


 

Após a polêmica sobre a divulgação de dados de contaminados e mortos por Covid-19, o Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (8) que foram registradas 679 mortes e 15.654 novos casos da doença nas últimas 24 horas no País. No total, o Brasil soma 37.134 óbitos e 707.412 contaminados.

A medida ocorre após a suspeita de interferência da Presidência da República nos dados, primeiro com a alteração do horário da divulgação para 22 horas e, depois, com a informação dos resultados diários, sem os números acumulados.

Durante entrevista realizada neste momento, Elcio Franco, secretário-executivo da Saúde informou que os números sobre a covid-19 voltarão a ser divulgados às 18 horas.

O presidente Bolsonaro chegou a indicar que o Ministério passaria relatar apenas mortes que ocorreram nas últimas 24 horas. Mas a pasta manteve a metodologia de somar registros de mortes do dia às de dias anteriores.

Apesar de uma queda em relação aos dias passados, quando os óbitos superaram 1 mil, os números às segundas-feiras costumam ser menores, assim como do fim de semana. O Ministério já justificou a diferença ocorre porque alguns sistemas de coletas de dados de Estados e municípios não são atualizados nos finais de semanas para serem totalizados.

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.