Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DEVIDO A PANDEMIA

Calendário de licenciamento de veículos é alterado; Veja prazos e valores

Proprietários terão um mês a mais de prazo para pagar o licenciamento de 2020
03/04/2020 16:14 - Glaucea Vaccari


 

Por conta da pandemia de coronavírus, o calendário de licenciamento anual de veículos foi alterado em Mato Grosso do Sul. Placas final 1 e 2, cujo licenciamento deveria ser pago neste mês, prazo passou para maio, e assim sucessivamente.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), as mudanças foram feitas como medida de prevenção e combate ao contágio do novo coronavírus e a alteração será publicada em portaria no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (6).

“Sabemos que é um momento difícil para todos nós, que fomos afetados com a necessidade do isolamento social. Por isso, prorrogamos as datas, para que as pessoas tenham um fôlego maior na hora de quitar a documentação de seus veículos”, disse o diretor-presidente do Detran, Rudel Trindade Júnior.

No novo calendário de licenciamento, fica estabelecido os seguintes prazos de acordo com o número final da placa:

  • Placas final 1 e 2, maio;
  • Placas final 3 e 4, junho;
  • Placas final 5 e 6, julho;
  • Placas final 7 e 8, agosto;
  • Placas final 9, setembro; e
  • Placas final 0, outubro.

Para efetuar o pagamento, o proprietário do veículo pode utilizar canais online, sem a necessidade de sair casa, podendo obter a guia de licenciamento no site do Detran-MS.

O licenciamento é um procedimento anual e obrigatório que autoriza o veículo a circular pelas vias, atestando que o automóvel encontra-se em conformidade com as normas de segurança e ambiental para o setor automotivo.

Conforme disponível na relação de taxas do Detran/MS, para pagamentos dentro do prazo de vigência o valor do licenciamento, atualmente,  é de R$ 159,15; já quem pagar fora do prazo de validade o valor sobe para R$ 206.63. Taxa é calculada de acordo com o valor de Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul (Uferms), que em abril está R$ 29,86.

 
 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!