Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Câmara aprova suspensão de concursos públicos enquanto durar calamidade pública

Se aprovada, lei é válida para concursos já em andamento
30/04/2020 12:16 - Bruna Aquino


A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (30), o projeto de lei que garante a suspensão dos prazos de validade de todos os concursos públicos municipais já em andamento, enquanto durar o estado de calamidade pública, decretado dia 14 de março pelo Município de Campo Grande. 

O projeto entrou na Casa em regime de urgência, foi analisado pelas comissões permanentes e aprovado por unanimidade durante votação simbólica. A matéria segue para avaliação do prefeito Marcos Trad (PSD) e pode ou não ser sancionada. 

De autoria da vereadora Dharleng Campos (MDB), o projeto tem como objetivo suspender as etapas dos candidatos já aprovados por conta do risco da perda da validade do concurso, já que o cenário atual é de isolamento social. O medo dos aprovados é não conseguir seguir dentro do prazo, os atos administrativos decorrentes da convocação, como, por exemplo, a reunião inicial entre candidato e Departamento de Recursos Humanos, como também o exame médico pré-admissional que atualmente estão suspensos. 

De acordo com a vereadora, situações como candidatos aprovados de outra Comarca ou até mesmo outro Estado, teriam dificuldade de deslocamento, já que houve redução do transporte rodoviário, aéreo, e pelo risco à própria saúde devido à disseminação do novo coronavírus. “Essa suspensão do prazo dos concursos, traz um certo alívio para as pessoas estão sonhando ser chamadas em poder ter o seu cargo público que já passaram no concurso e o prazo estava vencendo estava criando certo pânico”, explicou. 

Em decorrência do Decreto Federal n.º 06/2020, em que a União determina o estado de calamidade, já estão tramitando vários projetos de lei em âmbito federal, estadual e municipal, pleiteando pela suspensão dos prazos de seus concursos públicos. 

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!