Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

Campanha de vacinação começa este sábado no interior do Estado

Cada município do Estado poderá decidir se começam as vacinações hoje (9) ou na segunda-feira (11)
09/05/2020 09:42 - Gabrielle Tavares


 

A terceira fase da campanha de vacinação contra a influenza que se iniciaria neste sábado (9) foi adiada para segunda-feira (11) no Brasil. Entretanto, como Mato Grosso do Sul já havia recebido a maior parte das doses para esta etapa, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) decidiu deixar a encargo de cada município decidir se inicia a campanha hoje ou na segunda-feira.

A orientação para alterar o início da terceira etapa foi divulgada pelo Ministério da Saúde na terça-feira (05), mas a decisão do Estado só foi divulgada hoje. “Já recebemos 80% do quantitativo da terceira fase, por isso vamos manter o início da campanha no dia 09, uma vez que alguns municípios farão a vacinação no sábado. Cada município tem autonomia de organizar sua própria estratégia”, explica coordenadora da Vigilância Epidemiológica da SES, Gislaine Coelho Brandão.

Em Campo Grande, o início da campanha será mantido para a segunda-feira. Em todo o Estado, mais de 416 mil pessoas já foram imunizadas contra a Influenza considerando todos os grupos prioritários. A campanha termina em 5 de junho.

Na primeira e segunda etapa, o grupo dos idosos no qual foram aplicadas 264,1 mil doses, e a dos trabalhadores da saúde, com 61,8 mil doses, ultrapassaram a meta estipulada para este ano.

As vacinações vão continuar para os seguintes grupos: idosos, profissionais de Saúde, doentes crônicos, profissionais de força de segurança e salvamento, indígenas e caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

Também serão atendidas crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes, puérperas até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos e professores da rede pública e privada.

 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!