Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

UFMS abre inscrições para cursos de línguas estrangeiras, Libras e Terena

Inscrições são gratuitas e vão até sexta-feira (13)
11/03/2020 16:03 - Glaucea Vaccari


 

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) está com inscrições abertas para cursos de inglês, francês, espanhol, japônes, libras e língua terena. Interessados têm até às 17h de sexta-feira (13) para se inscreverem gratuitamente, site da Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Esporte.

Para concorrer é necessário ter idade mínima de 14 anos. A seleção será por ordem de inscrição e as aulas serão realizadas durante a semana, nos períodos vespertino e noturno, e aos sábados no matutino e vespertino.

Cursos tem taxa semestral de R$ 230 para servidores e acadêmicos da UFMS e R$ 260 para a comunidade externa. No entanto, serão oferecidas dez bolsas para candidatos que comprovarem renda mensal individual de até dois salários mínimos ou renda mensal familiar de até quatro salários mínimos. 

O curso de línguas é oferecido há mais de 20 anos, mas a novidade para este ano é o ensino da língua terena, que será ministrado por um acadêmico da instituição, que é da etnia e já trabalha como professor na sua comunidade. 

De acordo com a coordenadora do programa de extensão “PROGELI – UFMS: ensino de línguas”, Marta Banducci Rahe,será aberto também o curso de Português como Língua de Acolhimento, com 30 vagas, que tem como objetivo auxiliar imigrantes e refugiados a se integrar à comunidade. Para estes alunos, não será cobrada taxa. 

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!