Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM

Campo Grande dobra casos e óbitos em relação a Dourados

Capital registrou nove mortes em 24 horas
27/07/2020 13:02 - Rodrigo Almeida


O ritmo de crescimento de casos em Campo Grande fez a capital passar longe Dourados, são 8579 casos contra 4158, mais que o dobro. Já na quantidade de óbitos, são 104 registros contra 52, exatos 100% de diferença.

Na nova atualização sobre o avanço da Covid-19 em Mato Grosso do Sul, divulgado nesta segunda-feira (27), constam 288 novos casos e 14 mortes por Covid-19 em Mato Grosso do Sul. No domingo (26) foram 240.

Apesar de os números serem menores que os 712 da sexta-feira (24), o Secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, afirma que “aos sábados, domingos e feriados as equipes estão de plantão e não conseguem encerrar todas as notificações”.

Campo Grande lidera o número de casos e óbitos em Mato Grosso do Sul. Do total, foram 152 casos e 9 mortes.

Dourados com 27, Aquidauana 19, Rio Brilhante 13, e Corumbá 10, fecham a lista das cinco cidades com mais contágios no fim de semana. Até aqui foram confirmados 21.802 casos de Covid-19 no Estado.

Ladário, Rio Verde, Aquidauana, Dourados, Terenos reportaram um caso fatal cada, de ontem para hoje. O estado já perdeu 319 cidadãos desde o início da pandemia, em março.

A Capital resgistrou 104 delas, Dourados 52 e Corumbá 29, até as 19h de domingo, 26. “A média móvel de óbitos cresce no maior ritmo do país, só estamos atrás de Santa Catarina”, alerta Geraldo Resende.

Isolamento insatisfatório

O semi-lockdown deixou a Capital em 12º lugar entre as capitais brasileiras. Mato Grosso do Sul em 9º, tem uma taxa um pouco melhor de 49,8%. O titular da SES criticou a taxa da cidade dizendo que o mínimo necessário é de 60% e o ideal é 70.

Alie-se a isso, a maior oferta de tratamento, a macrorregião de Campo Grande tem ocupação de leitos globais do em 90% dos leitos, o nível mais crítico do estado.

Destes 41% são de casos confirmados de covid-19, 4% de casos suspeitos e os demais são outras causas. Corumbá também preocupa a SES, ocupação por lá está em 63% e os casos aumentam.

De acordo com o secretário Geraldo Resende, a cidade inclusive receberá cinco ventiladores pulmonares para suprir máquinas que apresentaram defeito.

Geraldo também disse que o Governo do estado deve inaugurar cinco leitos de UTI para a microrregião de Jardim, a última sem leitos de tratamento intenso.

O boletim também revelou que agora 78 dos 79 municípios de MS já relataram um caso positivo da doença. A última cidade a entrar na lista das afetadas pelo Covid-19 é Japorã. Até aqui só Figueirão não tem caso confirmado de Covid.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...