Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Ônibus da vacinação contra a Covid-19 vai viajar o Brasil; Campo Grande está na rota

A iniciativa será coordenada pela Cruz Vermelha, com ônibus cedidos pela Mercedes-Benz
01/06/2021 16:15 - Mariana Moreira


A campanha de vacinação contra a Covid-19 ganhou mais um reforço no país. Doados pela Mercedes-Benz à Cruz Vermelha, dois ônibus serão utilizados como ponto móvel de aplicação das doses em diversas partes do país, inclusive, em Campo Grande.  

De acordo com o gerente de operações da Cruz Vermelha em Mato Grosso do Sul, José Ramires, as próximas semanas serão de reuniões com a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), para definição de calendário de aplicação das doses e quantidade de imunobiológicos que serão disponibilizadas no veículo.  

“Os ônibus estarão disponíveis dentro de 30 dias, é possível que a vacinação ocorra aqui em julho ou agosto. Por ora, nossos voluntários vão continuar contribuindo com os trabalhos de bem-estar à saúde no posto de imunização da Seleta”, afirmou Ramires.  

Últimas notícias

Os dois veículos poderão armazenar 14 mil vacinas contra o coronavírus. 

No ônibus rodoviário, foram instalados cinco boxes de vacinação e três geladeiras, com capacidade de armazenamento de até 2.800 doses.

A instalação no ônibus urbano tem três boxes de vacinação e duas geladeiras com a mesma capacidade.

Segundo a Mercedes-Benz, as geladeiras que foram instaladas podem trabalhar com todas as vacinas aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil, isso inclui CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer.  

É importante ressaltar que a exigência de temperatura ultrabaixa vacina da Pfizer foi alterada de entre -40ºC e -70ºC para -25ºC e -15ºC.  

Ao UOL, o vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz, Roberto Leoncini, relatou que os ônibus de vacinação foram adaptados para captar energia solar. “Essa tecnologia cuidará das câmaras que armazenam as vacinas e da luz ultravioleta, que auxilia na higienização dos veículos", afirmou.