Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COMBATE À COVID-19

Campo Grande recebe 20 respiradores do Governo Federal para 'retaguarda' da pandemia

Aparelhos podem tanto ficar em postos de saúde como em hospitais que possuem contrato com a prefeitura para esse tipo de serviço
12/06/2020 14:02 - Nyelder Rodrigues


 

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), anunciou durante live em sua página oficial no Facebook nesta sexta-feira (12) que a capital sul-mato-grossense recebeu 20 novos respiradores do Governo Federal para ficarem em 'leitos de retaguarda' no combate à pandemia do novo coronavírus - causador da covid-19 - na cidade.

Até o início da semana, o Ministério da Saúde não havia enviado para Mato Grosso do Sul nenhum respirador, aparelho essencial para o tratamento de doenças respiratórias, como é o caso da covid-19. Essa é a primeira remessa durante os três meses de pandemia - declarada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 11 de março.

Durante a live, Marcos Trad agradeceu ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, por enviar os equipamentos. "Esperamos não usá-los, mas agradecemos ao presidente e ao ministro. Que Deus abençoe o nosso Brasil. Obrigado", frisa.

Desde o início da crise sanitária, nenhum respirador foi adquirido pelo poder público local para reforçar o número de leitos, mas houve acréscimo no total de equipamentos a partir de doações e recuperação de aparelhos estragados.

Destino dos novos respiradores

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), o destino dos respiradores, úteis não apenas para o tratamento da covid-19, mas também das demais síndromes respiratórias, está sob estudo da pasta.

O plano de utilização dos novos equipamentos pode incluir desde a destinação deles para hospitais com leitos clínicos contratualizados com a prefeitura, como é o caso da Santa Casa, como em postos de saúde - no caso, as unidades de maior complexidade e urgência, que são às UPAS (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centros Regionais de Saúde).

Mais médicos convocados

Além disso, na mesma live, o prefeito revelou a contratação de mais 23 médicos para reforçar o atendimento da rede pública durante o período de pandemia. "As escalas acabam causando estresse nos funcionários, por isso é necessária renová-las. Foram convocados plantonistas 24h, 11 residentes, e médicos ambulatoriais", finaliza.

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido