Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM

Campo Grande registra mais de 200 casos e Saúde diz que Covid está em expansão

Secretário estadual de Saúde disse que não há controle na Capital, rebatendo fala do prefeito
05/08/2020 14:58 - Glaucea Vaccari


Campo Grande continua sendo responsável pela maioria dos casos, com 245 novos registros e três mortes.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, isso demonstra que a curva está aumentando e a Capital está longe do controle, como afirmado pelo prefeito Marcos Trad, que disse ontem que a curva está diminuindo.

“A maioria de Campo grande mostra que a doença ainda é muito presente, tá em fluxo de expansão. Não temos ainda o controle efetivo, mas vamos conseguir com a participação ativa que estamos tendo da Secretária Municipal de Saúde, com essa colaboração muito estreita que estamos fazendo”, disse.

Conforme o boletim divulado hoje pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), além de Campo Grande, Sidrolândia é o segundo município com maiores confirmações, de 40, seguido por Corumbá (39) e Miranda (33).

O número de casos confirmados na doença chega a 28.315 no Estado, sendo 6.295 ativos e 22.020 recuperados.  

Quanto as mortes, foram 10 em um dia, com três em Campo Grande, e um óbito cada nas cidades de Naviraí, Aparecida do Taboado, Dois Irmãos do Buriti, Aquidauana, Sonora, Corumbá e Dourados.

Covid já matou 442 pessoas em Mato Grosso do Sul.

Quanto a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), taxa permanece alta, com 92% dos leitos já ocupados na macrorregião de Campo Grande, 86% em Corumbá, 56% em Dourados e 29% na macrorregião de Três Lagoas.

“Isso é alarmante, precisamos evitar esse número exagerado de internado se só vamos conseguir se a tarefa de responsabilidade de cada um for cumprida”, disse Geraldo.

Entre as medidas, além do distanciamento social e uso de máscaras pela população, ele destacou a necessidade das secretarias municipais de saúde realizarem o monitoramento dos casos positivos e o rastreamento dos contatos.

 
 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.