Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Campo Grande rompe a barreira dos 10 mil casos de Covid-19; doença já matou 135

Capital teve 393 novas confirmações em 12 horas, e registrou mais seis óbitos
31/07/2020 21:40 - Eduardo Miranda


Campo Grande rompeu a barreira dos 10 mil casos de Covid-19 na noite desta sexta-feira (31). Informações apuradas pelo Correio do Estado indicam que a Capital do Estado confirmou mais 393 novas infecções por coronavírus, e agora tem 10.268 pessoas testadas e confirmadas.  

A quantidade de óbitos também aumentou. Houve o registro de mais seis mortes ao longo da tarde, e o total de óbitos passou de 129 (número do boletim da manhã desta sexta-feira) para 135.  

Dos 10.268 casos confirmados de Covid-19, 8.100 estão recuperados, apurou o Correio com as autoridades de saúde.  

Na manhã desta sexta-feira (30), o governo de Mato Grosso do Sul recomendou que a prefeitura da Capital, por estar em nível “extremo” de contágio, adote medidas mais restritivas para frear a doença, como fez a Aquidauana, que está na mesma situação.

A prefeitura de Campo Grande flexibilizou as restrições do fim de semana passado. Autoridades de saúde, procuraram o governo, e pediram mais protagonismo dos órgãos estaduais.  

ESTADO

Em todo o Estado de Mato Grosso do Sul, são pelo menos 824 novos casos, números que poderão ser confirmados no boletim deste sábado (1º), caso não aumentem ainda mais pela manhã.  

Enquanto às 10h desta sexta-feira eram 24.936 pessoas infectadas pelo coronavírus no Estado, doze horas depois o número saltou para 25.760. Os 14 novos óbitos registrados neste mesmo período elevam o total de mortes para 390.  

São 19.319 pacientes recuperados da Covid-19 em Mato Grosso do Sul.  

LEITOS

A prefeitura de Campo Grande divulgou, no início da noite desta sexta-feira (31) que a ocupação global de leitos na cidade era de 84%. Os números do governo de Mato Grosso do Sul são diferentes, e indicam uma ocupação global de 90,53% dos leitos de Covid-19. 

 
 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.