Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MOBILIDADE URBANA

Rua Rui Barbosa também terá estações de pré-embarque motivo de “discórdia”

Obra será licitada em outubro e deve custar em torno de R$ 40 milhões em 18 meses de construção
05/09/2020 10:00 - Daiany Albuquerque


Barbosa terá o mesmo formato do realizado na Avenida Bandeirantes e na Rua Brilhante, com o ponto de ônibus ocupando uma das pistas da via. 

A previsão é de que a licitação seja lançada no próximo mês.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Rudi Fiorese, a previsão é de que sejam investidos em torno de R$ 40 milhões no corredor e de que as obras durem, pelo menos, 18 meses.

“Ali será um pouco diferente da Brilhante e da Bandeirantes, por estar na região central, então teremos uma iluminação diferente, o mobiliário público também será trocado e haverá requalificação das calçadas. Mas o ponto será o mesmo feito nas duas vias”, contou Fiorese.

A diferença ocorre porque a via está dentro do projeto do Reviva Centro, que também deve lançar edital de licitação para a revitalização das vias localizadas no quadrilátero compreendido entre as avenidas Mato Grosso, Calógeras, Fernando Corrêa da Costa e Rua Padre João Crippa. A concorrência será publicada com a qualificação da Rui Barbosa, em outubro.

A obra da Rui Barbosa faz parte do Corredor sul do transporte coletivo de Campo Grande, onde além das intervenções na via, a Avenida Costa e Silva também terá mudanças.

O projeto completo prevê obras de drenagem, requalificação das vias, recapeamento e as estações de embarque e desembarque de passageiros.

Além desse corredor, também será requalificado o Corredor norte, onde estão previstas obras nas avenidas Cônsul Assaf Trad, Coronel Antonino e Mato Grosso e nas ruas Alegrete e 25 de Dezembro, fazendo a ligação dos terminais General Osório e Nova Bahia.

Os recursos para esses projetos vêm do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, por meio de empréstimo no valor de R$ 110 milhões, com financiamento de mais R$ 91.334.232,00, com contrapartida de R$ 4,8 milhões da prefeitura, totalizando R$ 96,1 milhões, do Ministério do Desenvolvimento Regional.

 
 

SUDOESTE

O único corredor já em fase final de implantação é o sudoeste, com a requalificação já pronta da Avenida Bandeirantes e das Ruas Brilhante e Guia Lopes.

Em julho deste ano, a Prefeitura de Campo Grande abriu licitação para contratação de empresa para requalificação da Avenida Marechal Deodoro, no trecho de ligação entre os terminais Bandeirantes e Aero Rancho.

Esta é a última etapa do Corredor Sudoeste do transporte coletivo. A previsão era de que a última etapa fosse iniciada em outubro deste ano; porém, por causa do adiamento das eleições municipais para novembro, nenhuma obra com recursos de convênios pode ser executada.

O investimento previsto é de R$ 12.585.239,82. Serão 1,1 quilômetro de drenagem e 5,5 quilômetros de recapeamento da via, a partir do Terminal Bandeirantes até a rotatória da Avenida Manoel da Costa Lima. A partir da rotatória, inicia-se o trecho em pista dupla, com faixa exclusiva de ônibus rente ao canteiro central, com estações de pré-embarque.

Dois primeiros braços do Corredor Sudoeste do transporte coletivo já estão quase prontos. A Guia Lopes e a Brilhante passaram por instalação de sinalização horizontal e vertical, com instalação de semáforos novos.

Na Rua Brilhante serão instalados semáforos nos cruzamentos com as ruas Argemiro Fialho, Hermenegildo Pereira, Mário Quintanilha, Círiaco Maimone, Manoel Cavalcante Proença, Salim Maluf e Vicente Solari. 

Na Rua Guia Lopes, deverão ser sinalizados os cruzamentos com a Rua Paissandu e a Avenida Salgado Filho. Já na Bandeirantes, os 3,8 quilômetros estão recapeados e a sinalização depende ainda de licitação. Segundo o secretário, o certame deve ser publicado “em breve”.

A obra de recapeamento do Corredor sudoeste foi iniciada em fevereiro de 2017, com o serviço na Brilhante.

Depois de pronto, os pontos que ocupam parte de uma faixa da via deixaram alguns motoristas irritados, porém, a ideia agradou aos pedestres.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!