Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

RISCOS

Câncer de boca é o 5° de maior incidência entre homens de MS, aponta INCA

Semana de prevenção ao Câncer de Boca acontece na primeira de novembro e alerta para riscos e prevenção
29/10/2020 17:20 - Rodrigo Almeida


Câncer de cavidade oral é o quinto de maior incidência no Brasil e no em Mato Grosso do Sul. É isso que fala o Instituto Nacional do Câncer (Inca). De acordo com os dados do órgão, a estimativa de casos desse tipo de câncer em Mato Grosso do Sul é de 220 novos casos para 2020. Apenas em Campo Grande, a estimativa é de 80 casos.

O Mato Grosso do Sul é o segundo estado com maior incidência do câncer bucal na região Centro-Oeste, perdendo apenas para Goiás. 

Conforme os últimos dados do INCA para Mato Grosso do Sul, a estimativa para 2020 é de que o Câncer de Boca seja o 5º de maior incidência entre os homens, com 170 casos, uma taxa de 11,86 homens acometidos para cada 100 mil habitantes. Já entre as mulheres, doença seria a 13ª de maior incidência.

Segundo a instituição, os principais fatores de risco são consumo excessivo de álcool e de tabaco, além de alta exposição ao sol, sendo este um precursor do câncer de lábios. Homens que fumam e bebem têm 30 vezes mais possibilidades de desenvolver câncer que os demais.

O Inca explica que o câncer de cavidade oral engloba tumores que podem aparecer na boca, glândulas salivares, língua, parte baixa da língua, mandíbula, lábios, gengivas, bochechas, palato, língua (principalmente as bordas), orofaringe e a região embaixo da língua. Excesso de gordura corporal e a infecção pelo HPV também são precursores.

Entre os fatores de prevenção, evitar álcool e tabaco são os principais, assim como manter higiene bucal em dia, ir ao dentista regularmente e alimentar-se de forma saudável. 

Incidência no Brasil

O Conselho Regional de Odontologia de MS (CRO-MS) alerta a população sobre os riscos dessa doença, por meio de campanha informativa e da “Semana de prevenção ao Câncer de Boca”.
Segundo as informações do Observatório Global do Câncer (Globocan), em 2018 foram estimados 246 mil casos novos de cânceres de língua e cavidade oral em homens e 108 mil em mulheres no mundo, sendo mais comum em homens acima dos 40 anos do que em mulheres.

Já a cartilha Estimativa 2020, a incidência de câncer no Brasil, desenvolvida pelo Inca (Instituto Nacional de Câncer), o número de casos novos de câncer da cavidade oral esperados para o Brasil, para cada ano do triênio 2020-2022, será de 15.190, sendo 11.180 casos em homens e de 4.010 em mulheres. 

Em 2018, foram registrados no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), no Brasil, 6.455 óbitos por câncer de lábio e cavidade oral, representando 50% dos óbitos por câncer de cabeça e pescoço.

 
 

Felpuda


Esforços vêm sendo feitos por certos candidatos derrotados na tentativa de conseguir emplacar em cargos públicos comissionados alguns ex-integrantes das equipes de trabalho da campanha eleitoral.

A preocupação não seria, na realidade, com situação de dificuldades que essas pessoas enfrentariam a partir de agora, mas, sim, para livrarem-se de pagar pendências trabalhistas referentes ao período da disputa. Tem cada uma!