Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPORAL

Carandá, Sóter e Parque dos Poderes têm maior acumulado de chuva em 14 anos

Em 2006, Córrego Prosa levou pontilhão da Ricardo Brandão com a Ceará
13/05/2020 10:00 - Ricardo Campos Jr


 

A chuva atingiu Campo Grande de forma desproporcional nas últimas 24 horas. No Carandá Bosque, Sóter e Parque dos Poderes foram registrados 135 milímetros nesse período. Segundo o meteorologista da Uniderp, Natálio Abrão, desde 2006 a região não via acumulado semelhante em tão pouco tempo.

Na época, o temporal fez o nível do córrego prosa subir. Na Avenida Ricardo Brandão, o pontilhão no cruzamento com a Avenida Ceará não aguentou e desabou.

Até o momento não há registro de estragos.

Já na região do Aeroporto foram 100,6 milímetros até as 5h desta quarta-feira (13), conforme o meteorologista.

Desde as 22h de ontem até esta madrugada choveu sem parar. Somente nesse intervalo, a cidade bateu o esperado do mês, que era de 90 milímetros.

No interior, o tempo ruim veio acompanhado por nevoeiros em Água Clara, Angélica, Aral Moreira e Bataguassu. Nessas cidades, o volume de chuva acumulado nas últimas 24 horas variou entre sete e 66 milímetros.

Em Ponta Porã, o dia começou com névoa úmida. O município fronteiriço registra 86 milímetros de precipitação. Em Sidrolândia, que fica apenas a 70 quilômetros de Campo Grande, foram 86 milímetros.

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.