Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTÁGIO

Casos de Covid-19 dobram nos últimos 10 dias em MS

Estado teve 131 positivos para a doença, dos quais cinco morreram
16/04/2020 12:06 - Ricardo Campos Jr


 

Com dez novos casos da Covid-19 nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul já soma 131 pacientes infectados. A quantidade de positivos para a doença praticamente dobrou nos últimos dez dias, bem como a média diária de confirmações, que alcançou a marca de 5,1 pacientes.

Já são cinco mortos pela doença no Estado. Caso mais recente foi uma idosa que morava em um asilo de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. Ela deu entrada no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora com sintomas, chegou a receber alta, mas depois reapresentou sintomas e retornou à unidade.

Dos infectados, 19 estão internados: dez em hospitais particulares, cinco ocupam leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e nove estão sob os cuidados do Sistema Único de Saúde (SUS), dos quais quatro têm quadro clínico grave. 

CONFIRMAÇÕES

Entre os novos casos registrados nas últimas 24 horas, dois testaram positivo para Covid-19 no drive-thru do Governo no Quartel Central do Corpo de Bombeiros, no Centro da Capital. Além desses outros cinco positivos moram na cidade. 

Miranda teve o primeiro caso confirmado. A cidade teve dois presos que vieram de São Paulo já contaminados que não entram nas estatísticas. O secretário de Saúde, Geraldo Resende, disse que graças a uma decisão judicial, eles retornaram ao estado de origem.

Chapadão do Sul teve mais um paciente com Covid-19 e Dourados outro. 

Com isso, Campo Grande soma 68 infectados, Três Lagoas 11, Dourados e Nova Andradina 10 cada, Sonora nove, Chapadão do Sul sete, Batayporã seis e Paranaíba dois. Alcinópolis, Corumbá, Coxim, Miranda, Naviraí, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso e Sidrolândia têm um caso cada.  

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.