Clique aqui e veja as últimas notícias!

IPTU

Central do IPTU terá plantão no sábado com desconto

Atendimento será das 8h às 16h na Central de Atendimento
03/02/2021 13:16 - Rafaela Moreira


A Central de Atendimento do IPTU vai funcionar neste sábado (6), em horário especial, das 8 às 16 horas, com desconto de 10% no pagamento à vista do imposto. A primeira parcela vence no dia 10 de fevereiro. 

O desconto no imposto é dado para os contribuintes que não tenham débitos com a Fazenda Pública Municipal, não estejam inscritos na Dívida Ativa e para quem pagou até a data de vencimento. 

Cronograma para o pagamento parcelado:

  • 2ª parcela – 10 de março de 2021
  • 3ª parcela – 10 de abril de 2021
  • 4ª parcela – 10 de maio de 2021
  • 5ª parcela – 10 de junho de 2021
  • 6ª parcela – 10 de julho de 2021
  • 7ª parcela – 10 de agosto de 2021
  • 8ª parcela – 10 de setembro de 2021
  • 9ª parcela – 10 de outubro de 2021
  • 10ª parcela – 10 de novembro de 2021

Leia Também:  IPTU: Guia Completo Sobre Como Funciona e Como Pagar

Impressão online do IPTU

O contribuinte que não puder comparecer a Central de Atendimento poderá retirar as guias pelo site http://www.campogrande.ms.gov.br/iptu/ ou ainda fazer a solicitação por meio do atendimento telefônico 4042 1320. De acordo com o decreto nº 14.544, o imposto será parcelado em conformidade com os seguintes valores:

  • Parcela única até R$ 50,00
  • Duas parcelas acima de R$ 50,00 até R$ 100,00
  • Três parcelas acima de R$ 100,00 até R$ 150,00
  • Quatro parcelas acima de R$ 150,00 até R$ 200,00
  • Cinco parcelas acima de R$ 200,00 até R$ 250,00
  • Seis parcelas acima de R$ 250,00 até R$ 300,00
  • Sete parcelas acima de R$ 300,00 até R$ 350,00
  • Oito parcelas acima de R$ 350,00 até R$ 450,00
  • Nove parcelas acima de R$ 450,00 até R$ 500,00
  • Dez parcelas acima R$ 500,00

O que é IPTU e para que serve?

De acordo com a Secretaria Municipal de Finanças, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é o imposto cobrado anualmente pela prefeitura, de todas as pessoas que possuem imóveis, ou seja, propriedades no município.

Quando este imóvel é somente um terreno, sem nenhuma construção, é cobrado o imposto territorial; quando tiver uma construção, residência, comércio, indústria, galpão, prédios, e outros, é cobrado o imposto predial.

O valor arrecadado pelo IPTU é encaminhado para os cofres públicos e serve para custear uma infinidade de contas que a administração municipal tem que pagar, como os contratos de prestação de serviços e pagamento de salários de servidores municipais, etc.

Assim, o objetivo principal do imposto é a arrecadação de recursos financeiros aos municípios, tendo em vista que não é um imposto vinculado a alguma finalidade. 

Dessa forma, ele pode ser utilizado nas mais diversas atividades do governo municipal, que não precisam estar relacionadas aos interesses do proprietário que recolhe o dito imposto.  

A prefeitura responsabiliza-se pela arrecadação e também pela destinação do montante recebido com o IPTU. 

Consequentemente, o dinheiro é utilizado para sustentar os gastos públicos, como aqueles relacionados à melhoria da infraestrutura e pavimentação das ruas; construção de sistemas de esgoto e saneamento; manutenção e ampliação da rede de iluminação pública; investimentos em saúde, educação, entre outras áreas.