Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SEM LUZ

Chuva deixou 15 mil pessoas sem fornecimento de energia em Campo Grande

Desse total, 6 mil ainda aguardam restabelecimento do fornecimento pela Energisa, que mobilizou várias equipes para os atendimentos
16/08/2020 11:00 - Nyelder Rodrigues


Os fortes ventos da chuva que atingiu Campo Grande na noite de sábado (16) e que chegaram a uma velocidade de 75 km/h fizeram com que mais de 15 mil pessoas ficassem sem fornecimento de energia elétrica na cidade e 6 mil ainda aguardem o restabelecimento. Os números foram divulgados nesta manhã pela Energisa, responsável pelo serviço.

A concessionária de energia elétrica destaca que o problema é causado pela queda de árvores e galhos, que entram em contato com a rede elétrica, rompendo cabos ou ocasionando a queda automática da rede como medida de segurança.

Entre os bairros mais afetados pela queda de energia, estão o São Francisco, Rita Vieira, Vila Nasser, Vila Popular, Novos Estados, Chácara Cachoeira, Nova Lima, Universitário e Santo Amaro. Já hoje, as situações estão concentradas no Guanandi, Moreninhas, Los Angeles, Maria Aparecida Pedrossian, Chácara dos Poderes, Panamá e Nova Campo Grande.

 
 

Há quem esteja há mais de 12 horas sem energia em casa. "Equipes da concessionária estão atuando para restabelecer o mais rápido possível o fornecimento de energia dos clientes", frisa nota enviada pela assessoria de comunicação da empresa, que ainda dá orientações sobre como registrar a queda do fornecimento e solicitar atendimento.

"Como alternativa para as solicitações de falta de energia, a empresa orienta que os clientes entrem em contato pelo WhatsGISA, (67) 99980-0698, e aplicativo Energisa ON. O atendimento foi reforçado para que solucionar as demandas o mais rápido possível", explica a assessoria sobre as alternativas ao tradicional SAC 0800-722-7272.

Tempo no domingo

Durante a madrugada, a chuva forte atingiu vários bairros, deixando alguns sem energia elétrica. O vento chegou a atingir a marca dos 75 km/h, segundo dados da estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A umidade relativa do ar, que chegou bater a marca dos 37% na faixa das 19h às 20h, subiu para até 92% entre 2h e 3h desta madrugada. O maior pico de chuva foi registrado por volta das 22h e 23h, horário aproximado em que foram registradas as rajadas de vento.

Nesta manhã, o dia começou com temperatura amena, na casa dos 20°C e umidade média de 86%. Já a velocidade do vento registrada na última hora ficou em 9 km/h, com algumas rajadas de até 43 km/h. A previsão é que esse seja o panorama durante todo o domingo.

Segundo dados do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), a chuva deve continuar durante o domingo, mas sem registro de ventania. Em Campo Grande, a temperatura mínima deve ser de 20°C e a máxima de 28°C.

 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.