Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANTANAL EM CHAMAS

Chuvas ajudam mas equipes continuam mobilizadas no combate às chamas do Pantanal

Preocupação agora gira em torno das tempestades com raios que podem atingir regiões mais secas
16/10/2020 15:33 - Alicia Miyashiro


Mesmo com as chuvas contribuindo para a extinção de inúmeros focos de incêndio no Pantanal, as equipes da força-tarefa devem continuar mobilizadas, por pelo menos mais 48h.

Durante a live, transmitida pelo perfil oficial do Governo do Estado no Facebook, na tarde desta quinta-feira (16), titular da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento (Semagro), Jaime Verruck, explicou que é preciso ficar atento com os raios, pois ainda existe muita massa seca na região.

O secretário ainda ressaltou que “permanecem vigentes, até 31 de janeiro de 2021, as portarias que proíbem a queima controlada, mesmo para aqueles que já tenham autorização”.

Conforme os dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros, de janeiro até o mês atual, cerca de 27% do bioma Pantanal foi destruído pelo fogo, número que equivale a 4 117 hectares, destes, 1 902 em Mato Grosso do Sul, e 2 215 no Mato Grosso.

A coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), Franciane Rodrigues, explicou que as chuvas a partir de agora irão se espalhar em todo o Estado, e por essa razão, a atenção deve ser redobrada com a possibilidade de raios, ventanias e granizo.

Verruck apresentou também o balanço da Operação Focus que combateu as chamas nas áreas rurais em MS, percorrendo aproximadamente 8 700 quilômetros em um mês. 

Três pessoas foram presas em flagrante por atearem fogo à vegetação, confirmando a origem de focos de incêndio em 19 locais, um total de R$35 milhões foram aplicados em multas.

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...