Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECRETO

Cidade do interior aplicará multa de quase R$ 300 para quem sair de casa sem máscara

Decreto orientando entrou em vigor dia 14 e passa a ser obrigatório a partir de hoje
21/05/2020 17:33 - Fábio Oruê


Quem sair de casa sem usar máscara - item de proteção contra o coronavírus - em Porto Murtinho poderá ser multado em R$ 293,04. O valor, segundo decreto municipal, é de 12 Unidades Fiscais Municipais (UFIM), que é de R$ 24,42.

Conforme decreto assinado pelo prefeito Derlei Delevatti (PSDB), o descumprimento da regra acarretará a notificação do infrator e se ele reincindir será aplicada a multa, sendo que a reiteração de descumprimento originará aplicação da multa cominada em dobro.

O decreto entrou em vigor como forma de orientação no dia 14 e passa a ser obrigatório a partir de hoje (21).

O documento informa que todo cidadão que sair às ruas deverá usar a proteção - podem ser usadas também máscaras de pano confeccionadas de forma artesanal, desde que estejam devidamente fixadas e ajustadas ao rosto do usuário, encobrindo totalmente o nariz e a boca.

O uso de veículos, vans e outros fica limitado ao mesmo grupo familiar, e para aqueles que não integram a família limita-se à duas pessoas. O decreto também menciona que cada estabelecimento terá que garantir o cumprimento das medidas exigindo que os clientes utilizem a proteção, sob pena de multa, interdição e até suspensão das atividades.

Até o momento o município de Porto Murtinho não registrou nenhum caso de coronavírus, o boletim aponta 28 casos notificados, 26 descartados e 02 casos sendo investigado, segundo o site Porto Murtinho Notícias. 

 

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.