Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Hospital Regional vai usar cloroquina no tratamento de casos graves de Covid-19

Medicamento está em análise e não há evidências científicas suficientes que comprovem a eficácia para casos de coronavírus
30/03/2020 17:16 - Glaucea Vaccari


 

Pacientes internados com quadro grave da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, poderão ser tratados com cloroquina em Mato Grosso do Sul. Hospital Regional de Mato Grosso do Sul anunciou a compra de 4.050 comprimidos de hidroxicloroquina. Além disso, o Ministério da Saúde autorizou o envio de 5 mil comprimidos de difosfato de cloroquina (150 mg) para a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Conforme o Executivo Estadual, o medicamento, solicitado pela Comissão de Controle de Infecção da unidade hospitalar e que está em análise de estudos científicos, deverá ser testado em pacientes confirmados para o coronavírus e que estejam em estado grave.. 

“Toda a equipe multiprofissional busca cotidianamente referências científicas e comprovadas para proporcionar o tratamento mais eficaz para a população”, afirma a diretora-presidente do hospital, Rosana Leite de Melo.

Ainda segundo o governo, é importante ressaltar que a medida ainda é fruto de estudos promissores, e que não há evidências científicas suficientes que comprovem a eficácia do medicamento para casos de coronavírus.

Em todo o Brasil, o Ministério da Saúde distribuirá 3,4 milhões de unidades dos medicamentos cloroquina e hidroxicloroquina para uso em pacientes com formas graves da Covid-19. De acordo com as informações da pasta, o protocolo prevê cinco dias de tratamento e é indicado apenas para pacientes hospitalizados. Tanto a cloroquina e a hidroxicloroquina não são indicadas para prevenir a doença e nem tratar casos leves.

Segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ainda existem poucas evidências sobre o medicamento, porém, o Ministério da Saúde irá deixar ao alcance do profissional médico caso ele entenda que o paciente grave possa se beneficiar com o uso.

* Com assessoria

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.