Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RETORNO

Na Capital, serviço de coleta seletiva é retomado após 33 dias

Solurb orienta população para que máscaras sejam descartadas no lixo comum
28/04/2020 17:07 - Súzan Benites


Com o risco de propagação do novo coronavírus (Covid-19), a concessionária CG Solurb  suspendeu o serviço de coleta seletiva no dia 23 de março em Campo Grande. Em comunicado publicado nesta terça-feira (28), a empresa informa que a medida já em vigor desde ontem.

Após 33 dias de suspensão, o serviço foi retomado nesta segunda-feira (27) com o mesmo calendário operacional. “É importante então que a população retome o hábito de separar o lixo reciclável, mas com atenção redobrada neste período de pandemia”, explica Bruno Velloso, gerente operacional da empresa.

Para evitar contaminação, a Solurb orienta a população a não descartar máscaras no lixo reciclável. “Outro ponto importante é que em residências que existam casos ou suspeitas de contaminação, todo lixo deve ir para coleta comum, em sacos bem fechados”,  ressaltou o gerente operacional da Solurb.

Os trabalhos foram suspensos devido a informação de infectologistas e autoridades da área de que o coronavírus sobrevive por horas e até dias em materiais como papel, papelão e plástico, situação que coloca em risco a saúde dos colaboradores.

Apesar da coleta seletiva ter sido suspensa, os serviços de coleta domiciliares, essenciais à cidade, foram mantidos durante o período.

A coleta seletiva dos resíduos sólidos é um sistema de recolhimento de materiais recicláveis, tais como papéis, plásticos, vidros e metais. Em Campo Grande são duas as modalidades praticadas, a porta a porta (ou domiciliar) e em locais de entrega voluntária (LEV).  

A coleta porta a porta é semelhante à coleta domiciliar convencional, porém, os veículos coletores percorrem as residências em dias e horários específicos que não coincidam com a coleta convencional. Os moradores colocam os recicláveis nas calçadas, acondicionados em qualquer recipiente ou embalagem. Atualmente apenas parte da capital conta com o sistema de coleta seletiva.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...