Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Com aulas suspensas, alunos da rede estadual vão receber tarefas

Governo suspendeu aulas a partir da próxima segunda-feira
17/03/2020 17:33 - Adriel Mattos


A partir da próxima segunda-feira (23), os alunos da Rede Estadual de Ensino (REE) de Mato Grosso do Sul receberão atividades passadas pelos professores. A Secretaria de Estado de Educação (SED) ainda vai definir as ações nesse período.

Nesta terça-feira (17), o governo decidiu suspender as aulas a partir da próxima segunda-feira (23) até 2 de abril por causa da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Os professores serão orientados para lecionar por meio de vídeo, por mensagens enviadas pelo aplicativo WhatsApp, entre outras formas.  

Desde segunda-feira (16), a SED está abonando as faltas dos alunos. Quanto à merenda, a pasta está estudando como distribuir a alimentação nesse período. Estudantes de baixa renda terão prioridade, mas ainda será definido como será a entrega.

BOLETIM

De segunda (16) para terça-feira dois novos casos do novo coronavírus foram confirmados em Mato Grosso do Sul, subindo para seis o total de vítimas que testaram positivo para a Covid-19 no Estado, conforme boletim divulgado na tarde de hoje pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Os dois novos casos de Covid-19 são de duas mulheres, de 29 e 37 anos, ambas de Campo Grande. A identidade das vítimas não foram divulgadas, mas consta em boletim que elas tiveram contato com outros pacientes confirmados com o vírus.

Em um dia, foram notificados 22 novos casos suspeitos, no entanto, devidos a novos casos excluídos e descartados, o Estado tem atualmente 26 casos em investigação. Campo Grande concentra todos os casos confirmados de Covid-19 em Mato Grosso do Sul.

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.