Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Com empréstimos de R$ 49,8 milhões, prefeitura quer investir na Bom Pastor e em rede de dados

Em uma semana, já são três pedidos de operações de créditos do Executivo municipal
13/02/2020 17:41 - Adriel Mattos


 

Por R$ 49,8 milhões, a prefeitura de Campo Grande quer revitalizar a Avenida Bom Pastor, um dos corredores gastronômicos da Capital, e reestruturar a rede municipal de dados. Para isso, o prefeito Marcos Trad (PSD) pediu autorização da Câmara Municipal para contratar dois empréstimos.

Um deles, de R$ 27,2 milhões, será destinado para “financiamento da reestruturação da rede municipal de dados para atendimento de todos os órgãos e entidades municipais, com a implantação de rede de alta velocidade em fibra óptica e de obras de reestruturação e segurança do datacenter de Campo Grande”. Na justificativa, Trad argumenta que o empréstimo custeará 93,9% do serviço, e a operação terá contrapartida da prefeitura no valor de R$ 1,7 milhão.

“A reestruturação da rede municipal de dados possibilitará a ampliação do sistema eletrônico de aprovação de projetos e liberação de licenças, integrando todas as pastas e unidades administrativas”, escreveu o prefeito. Ele defendeu ainda a necessidade de substituir equipamentos antigos por novos.

Já a segunda operação de crédito, de R$ 22,6 milhões, será aplicada nas obras de requalificação do corredor gastronômico da Avenida Bom Pastor e o entorno, no bairro Vilas Boas. A prefeitura pagará contrapartida de R$ 1,1 milhão.

Com essas obras, o objetivo do município é aumentar os atrativos do local, com apresentações culturais e outros eventos, mantendo o trânsito de veículos e pedestres. Os dois projetos precisam ser aprovados pela Câmara, sancionados pelo prefeito para a contratação dos empréstimos, que serão realizados pela Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Desenvolvimento Urbano (Pró-Cidades), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

OPERAÇÕES

Já são três empréstimos apenas nesta semana que a prefeitura pede autorização para contratar. Na edição de quarta-feira (12), o Correio do Estado mostrou que o Executivo municipal enviou projeto de operação de crédito de R$ 30 milhões para renovar parte da frota de veículos e máquinas da prefeitura.

Cerca de 30% da frota será renovada. Parte dela data da década de 1980 e para pagar as 96 parcelas do empréstimo, a prefeitura deve leiloar os veículos. A aquisição dos novos carros, caminhões e outros serão feitos à vista.

No fim do ano passado, já haviam sido solicitadas autorizações para outras duas operações. No dia 3 de dezembro, o Correio do Estado noticiou que a Câmara aprovou operação de crédito de R$ 96,1 milhões para obras nos corredores Norte e Sul do transporte coletivo.

No dia 13, reportagem destacava pedido de empréstimo de R$ 45 milhões para obras de drenagem e pavimentação em quatro bairros da região sudoeste da Capital, além da construção de um parque no Jardim Noroeste.

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.