Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PANDEMIA

Com fechamento de Polo da Covid-19, 20 unidades de saúde farão testes para a doença

Unidade receberam volume de materiais de teste para suprir demanda do Polo Ayrton Senna
24/09/2020 18:00 - Ana Karla Flores


Polo de atendimento para o combate à Covid-19, localizado no parque Ayrton Senna em Campo Grande, fechará no dia 30 de setembro. Os testes rápidos que eram realizados no local foram enviados todas as unidades de saúde e apenas 20 delas terão o exame de RT-PCR.

Quem apresenta sintomas do Coronavírus pode procurar pelas Unidades de Saúde da Família Bastião, Parque do Sol, 26 de Agosto e Tiradente para fazer agendamento para coleta do material.

No início desta semana equipes das unidades Dona Neta, Moreninha, Vila Nasser, Oliveira, Nova Bahia, São Francisco, Aero Itália e Albino Coimbra receberam treinamento para iniciarem a coleta do swab (RT-PCR). 

“Com esse treinamento, unidades de todas as regiões da cidade passarão a fazer o exame”, disse a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), em comunicado.

AYRTON SENNA

O polo dentro do Parque Ayrton Senna foi aberto em abril e desde então foram realizados cerca de 40 mil atendimentos e testes. De acordo com o secretário de Saúde do município, José Mauro de Castro Filho, o local realizava testes de Covid-19, aferição de temperatura, encaminhamentos e fornecimento de medicamentos. 

Foram encaminhados 150 pacientes atendidos no local para hospitais e pronto-atendimentos. 

“A capacidade operacional é de 200 procedimentos ao dia. Nos meses de junho e julho chegaram em torno de 600 ao dia, sendo que hoje são cerca de 180 procedimentos ao dia, ou seja reduziu mais de 60% em volume de atendimento”, explica Castro.

 
 

ESTÁGIO DA PANDEMIA

O secretário da saúde ressalta que o número das internações na Capital se mantém em nível alto. 

Embora o número de óbitos tenha reduzido, segundo ele em 30%, ainda há uma média de 130 casos e quatro mortes diariamente e Castro salienta que ainda não é o momento de relaxar as medidas de prevenção. 

“São sete meses de pandemia. Quando as pessoas observam os números caindo é natural que achem que o problema acabou e isso não é verdade. Inclusive, a gente tem que ter mais atenção agora”, declarou.

Campo Grande contabilizou 28.924 casos confirmados nesta quarta-feira (23), com um aumento de 246 novos casos. 

São 266 pacientes internados, onde 72% possuem comorbidades. No total, foram 513 mortes em decorrência do novo coronavírus, mantendo a taxa de letalidade em 1,8%.

 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.