Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLIMA

Com termômetros marcando mais de 40°C, feriado em MS será de calor e umidade crítica

Com umidade de até 10% e calor, população deve fugir da exposição ao sol e investir na hidratação
06/09/2020 12:20 - Naiane Mesquita


A temperatura alta e baixa umidade do ar permanece também durante o feriado em Mato Grosso do Sul. A situação é tão crítica que o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) divulgou um alerta para a região Centro-Oeste, reforçando os cuidados necessários devido ao clima, como manter a hidratação constante e evitar a exposição ao sol. 

Neste domingo (6), as temperaturas em Campo Grande devem atingir o pico de 36°C, sendo que a umidade pode chegar a 10%, classificado como estado de emergência, segundo a Organização Mundial de Saúde. Nestas condições é recomendado ingerir bastante líquido, fazer refeições leves, umidificar ambientes, assim como evitar a prática de atividades físicas, exposição direta ao sol e a queima lixo ou entulho.

O dia pode registrar uma grande amplitude térmica no Estado. A mínima está estimada entre 15°C e a máxima até 42°C, conforme o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe). A região pantaneira deve registrar as temperaturas mais elevadas. 

As cidades de campo Grande e Dourados registram hoje máxima de 38°C, enquanto Corumbá pode chegar a 42°C. 

Já o alerta engloba praticamente todo o Estado de Mato Grosso do Sul, sendo que apenas algumas cidades do sul não foram inseridas no mapa pelo Inpe, entre elas, Caarapó, Amambai, Naviraí, Eldorado e Iguatemi. O restante deve tomar cuidado com a umidade. 

 

 
 

Feriado

No Feriado da Independência, 7 de setembro, as temperaturas continuam elevadas. Em Campo Grande, a temperatura máxima chega a 38°C e a mínima é de 22°C.

Já em Corumbá, o feriado será quente, com mínima de 20°C e máxima de 41°C. A imunidade relativa do ar na Cidade Branca é de 10%, muito baixa e que requer os cuidados mencionados acima. 

 

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!