Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONSUMO

Com mortadela vencida, supermercado é autuado por irregularidades

Estabelecimento apresentou diversas irregularidades durante fiscalização do Procon/MS
27/06/2020 11:34 - Naiane Mesquita


 

Um supermercado localizado na avenida Presidente Vargas, na Vila Duque de Caxias, foi atuado por diversas irregularidades, entre elas, a de alterar a data de validade de produtos perecíveis. Os problemas foram identificados por meio de denúncias enviadas à Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS. 

Durante a fiscalização, a equipe do Procon/MS detectou diversos problemas, como é o caso de superposição de etiquetas em alguns produtos como forma de maquiar e  atualizar a data de vencimento, itens com validade vencida,  sem informações  essenciais para  orientação do consumidor e, também, impróprios ao consumo por estarem com embalagens deterioradas, rompidas ou se apresentarem em estado de apodrecimento.

No supermercado, por exemplo, foram encontrados dois quilos de mortadela em pedaços reetiquetadas, cujo prazo original de validade venceu no dia 25 de junho, enquanto a etiqueta superposta modificava esse prazo para o dia 28. 

Além da mortadela, outros produtos, como polvilho doce, biscoitos, amendoim, farinha láctea e pastilhas estavam com o prazo de validade vencidos. 

Enquanto impróprios ao consumo por irregularidades diversas, como embalagens rompidas ou danificadas, estavam expostos macarrão, sardinha, couve flor e café em pó. Durante a ação a fiscalização do Procon Estadual descartou e inutilizou todos os produtos impróprios para impedir a comercialização.

 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!