Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AVANÇO DO CORONAVÍRUS

Com nova morte em Aquidauana, MS tem 37 mortos pelo coronavírus e mais de 4 mil infectados

Vítima estava internada no Hospital Regional de Aquidauana e era fumante
17/06/2020 18:29 - Fábio Oruê


Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou o registro de mais um óbito por coronavírus em Mato Grosso do Sul, nesta quarta-feira (17). Com isso, o Estado contabiliza 37 vítimas da doença.

A vítima é homem de 40 anos, residente de Anastácio, que estava internado desde 8 de junho no Hospital Regional de Aquidauana. O caso foi notificado em 14 de junho e teve resultado positivo para coronavírus em 16 de junho. O paciente, que era fumante, durante a tarde de hoje. 

Sendo assim, Mato Grosso do Sul registra 8 óbitos em Campo Grande, 5 em Três Lagoas, 2 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 1 em Vicentina (também ocorrido no Estado de São Paulo), 5 em Dourados, incluindo 1 douradense que morreu em Tocantins, 2 óbitos de Brasilândia, 2 em Itaporã, 1 em Iguatemi, 2 em Rio Brilhante, 1 em Sidrolândia, 1 em Ponta Porã, 2 em Corumbá, 1 em Douradina, 1 em Deodápolis e 1 em Anastácio.

Hoje, Mato Grosso do Sul chegou a 4.164 casos. Entre ontem e hoje, mais 379 casos foram confirmados. Dos novos casos, 129 foram registrados em Dourados, 84 em Campo Grande, 44 em Paranaíba, 21 em Corumbá, 15 em Três Lagoas e 12 em Naviraí.

Ivinhema confirmou mais nove casos e São Gabriel do Oeste mais oito. Chapadão do Sul, Guia Lopes da Laguna e Rio Brilhante registraram novos sete casos cada. Bonito, Caarapó, Glória de Dourados e Ponta Porã confirmaram mais três casos cada.

Iguatemi, Ladário, Rio Verde de Mato Grosso, Sonora e Novo Horizonte do Sul registraram novos dois casos cada. E Água Clara, Deodápolis, Douradina, Inocência, Itaporã, Mundo Novo, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia e Vicentina confirmaram um novo caso cada.

 

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!