Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Com UTIs do Regional perto do limite, Saúde abre Hospital de Campanha com 20 leitos

No Hospital Regional restam apenas seis vagas de UTI internação e tratamento de qual doença for; 47 médicos já se infectaram na Capital
24/06/2020 11:26 - Nyelder Rodrigues


 

Foi aberto nesta quarta-feira (24) o Hospital de Campanha que vai especialmente atender os pacientes diagnosticados com covid-19 em Mato Grosso do Sul. A nova unidade foi montada no pátio do Hospital Regional, em Campo Grande, e inicialmente contará com 20 leitos, podendo ser ampliados para até aproximadamente 140.

De acordo com a diretora-presidente do Regional, Rosana Leite Melo, chegar a essas 140 vagas não é o ideal, mas é uma possibilidade caso haja extrema necessidade. Pelo menos 10 pacientes já foram transferidos para o Hospital de Campanha.

"Ali vai funcionar como uma retarguada ao trabalho já realizado no prédio do Regional. Na triagem vamos selecionar os casos mais brandos para ficarem lá, enquanto os mais graves vão ser tratados dentro do prédio do Regional", explica Rosana.

A diretora-presidente do hospital frisa que, pensando em um fluxo de pacientes, após o primeiro atendimento, os pacientes serão divididos conforme a gravidade e, de certa forma, a porta de entrada para os internados será o Hospital de Campanha.

A inauguração supre uma demanda que deve surgir nas próximas semanas com o aumento de contágios - o que, em consequência, representará um crescimento na procura da população por atendimento médico nas unidades públicas de saúde.

Contudo, os problemas de falta de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) ficará longe de ser solucionado. Das 59 vagas disponíveis no Hospital Regional, 53 já estão em uso, o que representa 89,8% de ocupação no setor.

Os dados foram divulgados pela própria unidade hospitalar, na tarde desta terça-feira (23). De acordo com o boletim epidemiológico, dos 53 internados em UTI, 19 são de pacientes com confirmação de covid-19.

Detalhamento e médicos infectados

Porém, o hospital não divulga a quantidade de casos suspeitos que estão internados no setor, apenas que são 34 pacientes ao todo. Rosana salienta que, apesar de as UTIs estarem escassas, todas as 24 vagas no setor de semi-intensivo, onde também há respiradores, estão disponíveis para internação.

O hospital já tratou 99 pacientes confirmados de covid-19, sendo que 32 ainda estão internados. Além dos enfermos que ocupam vagas da UTI, há 11 pessoas na enfermaria e outras duas que já estão curadas do novo coronavírus, mas que continuam internadas.

Do total de casos da doença que o HR já tratou até hoje, sete eram de servidores e 56 receberam alta. A unidade teve, até agora quatro óbitos por conta da doença. Em Campo Grande, 47 médicos já foram diagnosticados com o vírus.

A situação fez com que a direção da unidade publicasse nota dando um "puxão de orelha" em parte da população da Capital, criticando o comportamento da maioria e que os que assim o fazem são insensíveis e egocêntricos.

 
 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.