Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ORIENTADOS A FECHAR

Mais de 40 comerciantes desrespeitaram toque de recolher no fim de semana

Entre sexta e domingo, 388 pessoas foram flagradas nas ruas
24/05/2020 11:50 - Bruna Aquino


Quanto maior o número de comércios abertos durante o toque de recolher, maior está sendo o número de pessoas que estão violando o decreto e estão nas ruas entre às 0h e 5h todos os dias, principalmente no fim de semana. 

Isso porque, segundo levantamento realizado pelo Correio do Estado junto a Guarda Civil Metropolitana (GCM), só neste fim de semana, 42 estabelecimentos comerciais, com predomínio em bares e conveniências, desrespeitaram decreto municipal e foram orientados a fecharem. 

Diferente dos outros dias da semana, o maior fluxo de pessoas nas ruas e nos comércios durante o horário estipulado continua sendo entre sexta-feira e domingo. Durante a madrugada de hoje (24), enquanto Campo Grande registrava frio de 9°C com sensação térmica de 7°C, a Guarda Municipal precisou ‘fechar’ 26 bares ou conveniências nas sete regiões da cidade e 68 pessoas estavam nas ruas e foram orientadas a voltarem para suas casas.

Enquanto isso o famoso “sextou” desta semana trouxe as ruas da Capital cerca de 160 pessoas durante a madrugada, e no dia posterior mais 160, segundo dados da Guarda Municipal. Ou seja, mais da metade das pessoas — 388 — que violaram o toque de recolher durante sete dias foi no fim de semana.  

O toque de recolher foi criado para evitar que a população circule durante o horário de proibição e, consequentemente, diminua a circulação do coronavírus no município, mas o que se tem visto na prática é diferente e enquanto as reclamações se multiplicam, a média para maio – até 20/05 – é de 110,2 chamadas recebidas por dia, o contágio na cidade vem crescendo desde o início do mês e Campo Grande já tem 240 casos da covid-19, segundo informou neste domingo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

O prefeito Marcos Trad (PSD) disse que também vem recebendo as denúncias e que, como medida para fazer cumprir o decreto, reforçará o efetivo da Guarda Metropolitana já em locais específicos já reincidentes que estão descumprindo o decreto. 

A reportagem questionou a Guarda Municipal sobre os comércios que foram orientados a fechar mais de uma vez durante o toque de recolher ou se foram aplicados multas, mas por meio de assessoria, o grupamento informou que são notificados apenas os comerciantes que se negam a fechar e que estatística será divulgada apenas na segunda-feira (25).

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...