Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ISOLAMENTO SOCIAL

Dicas para cuidar da saúde mental das crianças na quarentena

O período de pandemia pode deixar os menores ansiosos
25/07/2020 12:40 - Gabrielle Tavares


Com as aulas presenciais de creches, ensino primário e ensino fundamental suspensas, as crianças estão passando muito tempo em casa. Para pais ocupados, pode ser uma tarefa difícil cuidar e manter a saúde mental dos filhos em meio à pandemia.  

Segundo a Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil (Abenepi) os sistemas cognitivos e emocional das crianças ainda não são plenamente desenvolvidos, então a maneira que enfrentarão o período de pandemia dependerá em grande parte da conduta e manejo dos pais.

Ainda de acordo com a Abenepi, nos momentos em que os pequenos não estão fazendo atividades do ensino remoto, atividades como jogos, leitura, atividades ao ar livre, pinturas e até mesmo cozinhar em família podem ajudar a aliviar a ansiedade das crianças.  

Além disso, o Comitê Estadual do Fórum do Judiciário para a Saúde do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, criou dicas para os pais e responsáveis auxiliares os filhos neste período.  

- Reaja de maneira solidária ao comportamento das crianças. Em geral, elas respondem ao estresse tornando-se mais grudentas, ansiosas, retraídas, irritadiças e, em alguns casos, urinando na cama;

- Reaja a esses comportamentos ouvindo as preocupações delas e oferecendo mais amor, carinho e atenção;

- Valide os sentimentos dos menores. Tempos difíceis exigem mais atenção. Crie oportunidades para as crianças brincarem e relaxarem;

- Mantenha-as próximas. Evite ao máximo separar as crianças de seus responsáveis para não gerar nova causa de estresse emocional. Se a separação for inevitável, como no caso de uma hospitalização, garanta o contato regular por telefone para que elas se sintam seguras;

- Mantenha a rotina ou crie uma nova. Inclua na vida das crianças uma rotina com momentos para aprendizado, brincadeiras e relaxamento;

- Converse com a criança de forma clara, honesta e condizente com a idade. É possível que elas manifestem preocupações com a Covid-19. Elas observam o comportamento e as emoções dos adultos, enquanto buscam meios de lidar com as próprias emoções em momentos difíceis. Falar com franqueza pode aliviar a ansiedade.

 

 
 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.