Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CUIDADO REDOBRADO

Companhias aéreas estão interrompendo atividades para evitar disseminação do Covid-19

Além de interromper atividades aéreas, principalmente, internacionais, medidas de reorganização estão sendo tomadas pelas empresas
20/03/2020 13:15 - Camila Andrade Zanin


 

O mercado de aviação passa por um momento complicado, devido a pandemia do coronavírus (Covid-19). As companhias aéreas já estão reorganizando as rotas, parando suas aeronaves e buscando soluções para todo transtorno. Voos internacionais estão proibidos, a fim de evitar maiores complicações e disseminação do vírus.  

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), aprovou a compra de 20% da Latam, pela Delta Airlines. Decisão que foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 19, mostra que a Delta estava bastante otimista na ocasião. A empresa chegou a afirmar que juntas teriam posições de liderança nas rotas para Estados Unidos e em cinco dos seis maiores mercados da América Latina. Juntas, Latam e Delta voariam para 435 destinos.

A Copa Airlines anunciou hoje (20) a suspensão de todos os voos internacionais por 30 dias. A medida será aplicada partir de domingo (22). “A partir de domingo 22 de março às 23h59 (horário local, 21h59 no horário de Brasília) estão suspensas as chegadas e partidas de voos internacionais ao nosso país, por um período de 30 dias”, foi o tuíte do presidente panamenho em sua conta no Twitter.

Com registro de 109 casos de contágio pelo coronavírus no Panamá, o presidente do país, Laurentino Cortizo, determinou o fechamento das fronteiras aéreas do país. Sendo o local mais afetado na América Central, ainda é analisado como serão os reembolsos dos passageiros afetados.

A Colômbia anunciou ontem (19), que proibirá o ingresso de todos passageiros vindos do exterior (inclusive colombianos com residência no exterior), a partir da próxima segunda-feira (23), pelo prazo de 30 dias.  Para os voos dentro da Colômbia, a companhia irá operar com apenas 16% da capacidade, com apenas 10 aviões. Antes da suspensão dos voos da Colômbia, a companhia já havia informado a suspensão dos voos das subsidiárias de El Salvador, Equador e Peru.

Hoje a companhia aérea Avianca Colômbia, anunciou também a suspensão de todas suas rotas internacionais a partir de segunda-feira (23). Medida tomada pelo mesmo motivo da Copa Airlines, o governo colombiano decidiu fechar as fronteiras. Além disso a companhia irá atuar com uma frota reduzida nas rotas domésticas.  

“Estamos enfrentando uma situação extrema, que requer medidas imediatas e muito dolorosas. A partir de 23 de março vamos deixar em terra 142 aviões. Seguem voando 10 aviões para algumas rotas dentro da Colômbia” disse o CEO da empresa, Anko van der Werff.

Passageiros afetados pela medida podem solicitar uma troca da data da viagem, sem custo. Nos casos de cancelamento de voo pela empresa aérea, além de poder alterar a data, os consumidores podem pedir o cancelamento da passagem, sendo que o reembolso poderá ser pago em até 12 parcelas depois da medida editada pelo governo brasileiro.

 

Felpuda


Esforços vêm sendo feitos por certos candidatos derrotados na tentativa de conseguir emplacar em cargos públicos comissionados alguns ex-integrantes das equipes de trabalho da campanha eleitoral.

A preocupação não seria, na realidade, com situação de dificuldades que essas pessoas enfrentariam a partir de agora, mas, sim, para livrarem-se de pagar pendências trabalhistas referentes ao período da disputa. Tem cada uma!