Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Companhias cancelam voos em Campo Grande e aeroportos do interior fecham

Na Capital, de 18 voos, a média caiu para quatro; No interior, aeroportos ficam fechados por tempo indeterminado
24/03/2020 16:01 - Izabela Jornada


 

Pandemia do novo coronavírus resulta em suspensão dos voos nos aeroportos do Estado de Mato Grosso do Sul. No Aeroporto Internacional de Campo Grande, a média era de 18 voos por dia, com a disseminação do vírus, esse número caiu para três a quatro voos diários, tanto de chegada, como de saída.

Em Campo Grande, está prevista a chegada de apenas um voo para esta terça-feira (24), da companhia Gol Linhas Aéreas que chegará às 23h de hoje. Na próxima quarta-feira (25), dois voos estão previstos para chegar na Capital: Um da Azul à 00h15 e outro da Latam à 1h da madrugada. 

Conforme a Infraero, no interior do Estado, aeroportos de Bonito, Corumbá e Dourados estão fechados por tempo indeterminado.

Tanto a Gol como a Azul já haviam informado o cancelamento de mais de 90% dos voos regionais e 100% dos internacionais. A suspensão está prevista para ser até maio, dos voos regionais e até junho para os destinos internacionais.

Em nota, a Gol afirmou que “está acatando as restrições de viagem impostas pelas autoridades dos países nos quais opera, na América do Sul, na América Central e no Caribe, além de recomendações das autoridades dos Estados Unidos”. A empresa declarou também que vai manter 50 voos diários que sairão do Aeroporto de Guarulhos para as capitais do Brasil, incluindo Campo Grande. Porém, em Dourados, os voos serão cancelados, o último virá de Guarulhos e desembarcará nesta sexta-feira (27).

A latam também informou que a medida será aplicada principalmente para voos da América do Sul à Europa e aos Estados Unidos, entre 1º de abril e 30 de maio de 2020.

Os cancelamentos dos voos são feitos pelas companhias aéreas. Os aeroportos são responsabilidade da agência reguladora vinculada ao Ministério da Infraestrutura. Cabe a ela regular e fiscalizar as atividades da aviação civil e a infraestrutura aeronáutica e aeroportuária no Brasil, observadas as orientações, políticas e diretrizes do Governo Federal. E por esse motivo, eles estão operando normalmente. Voos de cargas e de emergência estão liberados, como o transporte de órgãos, se necessário.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.