Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MEIO AMBIENTE

Concessões de parques em Mato Grosso do Sul contarão com apoio do BNDES

Estudos apontaram que seis unidades de conservação do Estado se enquadram nos parâmetros prévios e podem integrar o programa de concessões
28/08/2020 15:42 - Nyelder Rodrigues


O Governo de Mato Grosso do Sul fechou parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para implementar o Programa Estadual de Concessão dos Parques Estaduais, podendo assim estruturar e abrir esses espaços para visitação pública e fortalecer a consciência ecológica, oferecendo nova opção de lazer.

Segundo o governo, a iniciativa também deve gerar emprego e renda em todo o Estado. "O BNDES traz o apoio na viabilização dos estudos adicionais que vão apontar as possibilidades econômicas dos parques, e também ajudar na modelagem do processo de concessão", explica o secretário adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Ricardo Senna.

As concessões podem ocorrer através de licitação, de leilão ou outra modalidade, sendo o BNDES instituição que vai auxiliar na captação de investidores interessados em explorar as opções de negócios que os parques sul-mato-grossense podem proporcionar.

Senna e o titular da pasta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, fecharam a parceria em reunião virtual nesta sexta-feira (28), ao lado de representantes do Instituto Semeia, que trabalha com o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) no levantamento das informações e elaboração dos projetos.

 
 

Modelo de negócio

O debate para se escolher um modelo de gestão que promova o uso público sustentável dos parques estaduais foi tema do Simpósio de Uso Público em Parques e da Oficina sobre Uso Público em Parques, nos dias 12 e 13 de novembro do ano passado.  

De lá para cá, estudos preliminares em onze parques, subsidiados em informações como tamanho, localização, regularização fundiária, logística existente, atrativos, foram usados para apontar e embasar análise sobre a possibilidade de concessão.

Os parques das Várzeas do Rio Ivinhema, das Nascentes do Taquari, do Pantanal de Rio Negro, do Prosa e das Matas do Segredo - os dois últimos em Campo Grande - e enquadram nos parâmetros prévios e podem integrar o programa, assim como o Monumento Natural da Gruta do Lago Azul, localizado no município turístico de Bonito.

Durante o encontro virtual dessa sexta, dados do ICMBio foram apresentados por técnicos do BNDES revelam que, para cada R$ 1 investido na estruturação de parques visando a visitação pública, é visto um retorno de R$ 7 que podem ser reaplicados para a sociedade. 

 

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!