Cidades

DECORAÇÃO

Confira as muitas utilidades dos painéis de madeira

Confira as muitas utilidades dos painéis de madeira

Continue lendo...

Painéis de madeira não servem apenas para embelezar e dar aconchego a um ambiente. A designer de interiores Rosangela Pimenta, da Estilo Próprio, conhece bem as várias utilidades dessas peças. Em uma sala, ela usou o material para cobrir parte de uma janela enorme que dava para a varanda. Assim, conseguiu criar o que os clientes queriam: um grande espaço para ver televisão, que fica pendurada no painel. “A sala ganhou amplitude”, comenta.
Um dos usos mais comuns é justamente colocá-los na parede em que se instalam aparelhos audiovisuais. Não só por razões estéticas: a fiação acaba ficando escondida por trás do painel, dando um ar mais arrumado ao cômodo. Em ambientes desse tipo, Rosangela recomenda que não se usem tons fortes. “No local de televisão, isso acaba cansando”, avalia.

Os painéis de madeira não precisam ficar restritos às salas. “Eles funcionam bem em cabaceiras de camas e em escritórios” exemplifica a arquiteta Sandra Quezada, da schüssel+quezada. Rosangela conta que em um projeto usou a madeira para ressaltar vários pontos de um apartamento, como a cozinha, a varanda e a suíte. “Serve como um curinga: vai bem em qualquer lugar, com qualquer coisa e cumpre funções importantes”, reforça Bruno Peres, da Madeira de Demolição.

O ideal é que o painel seja feito de madeira de demolição. Essa é a origem da peroba-rosa com a qual Peres trabalha. Ele diz que esse material acaba, inclusive, incorporando as suas “encarnações” anteriores. “Elas adquirem cores e marcas do tempo”, observa. “As madeiras usadas internamente são mais claras e lisas, e as usadas em ambientes externos têm cores mais escuras e visual mais rústico.”

Outro material que tem sido muito usado é o MDF (do inglês Medium Density Fiberboard, ou painel de média densidade), fabricado com fibras de madeiras prensadas com resinas sintéticas. No Brasil, usam-se principalmente as espécies de pinus – entre elas, os pinheiros-, árvores de reflorestamento e, portanto, que não estimulam o desmatamento. Além disso, têm preços mais em conta em relação à madeira de demolição.

cartão vermelho

Repasses da CBF a MS estão entre os maiores do País

Em 2021, ano que entrou na mira do Gaeco, o repasse mensal foi de R$ 180 mil. Só quatro federações foram contempladas com valores mais altos

21/05/2024 13h12

Promotores e policiais passaram horas na sede da Federação de Futebol de MS em busca de provas da corrupção

Promotores e policiais passaram horas na sede da Federação de Futebol de MS em busca de provas da corrupção Marcelo Victor

Continue Lendo...

Embora os balanços anuais não divulguem os repasses da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) é uma das “queridinhas” da entidade máxima do futebol brasileiro. Em 2021, por exemplo, a entidade comandada por Francisco Cezário recebeu a “bagatela” de R$ 180 mil mensais, ficando atrás apenas de outras quatro federações. 

No total, naquele ano, o futebol de MS, o terceiro pior no ranking das federações, foi contemplado por R$ 2,15 milhões da CBF, sendo que a maior parte dos estados recebeu “apenas” 1,2 milhão. Somente os estados do Pará, Paraná, Goiás e Santa Cataria receberam um pouco mais. O Paraná recebeu R$ 3 milhões. 

E, além desta mesada, Francisco Cezário, que está no oitavo mandato à frente da Federação, recebeu ainda cerca de R$ 1,5 milhão de outras fontes. A principal delas foi de repasses estaduais. Somente para bancar o campeonato estadual da Série A foram em torno de R$ 820 mil. 

Investigadores apreenderam cerca de R$ 800 mil na casa de Francisco Cezário

Parte deste dinheiro, aponta agora a investigação do Ministério Público por meio da Operação Cartão Vermelho, ia para os bolsos do presidente da Federação. Na casa dele foram encontrados mais de R$ 800 mil em espécie nesta terça-feira (21). 

Somente entre setembro de 2018 e fevereiro de 2023, segundo o Gaeco, os desvios superam os R$ 6 milhões. Neste período ocorreram mais de 1,2 mil saques de até cinco mil reais para tentar esconder a suposta corrupção. 

E por conta disso, a Justiça emitiu sete mandados de prisão e 14 de busca e apreensão. Pelo menos cinco pessoas foram presas na manhã desta terça-feira, entre elas Francisco Cezário.

No balanço anual, a Federação de MS divulga os repasses feitos pelo Governo do Estado, mas em nenhum deles aparecem os repasses da CBF, que em 2021 representaram 60% do faturamento da Federação. 

O valor do repasse de R$ 2,15 milhões em 2021 foi divulgado em reportagem do Jornal Folha de São Paulo em maio de 2022. A reportagem mostra que a mesada da CBF é mais de 50% da receita de dez federações e que todas elas votaram a favor do atual presidente da CBF.

As federações são as principais eleitoras para a presidência da CBF, com peso 3 na votação (clubes da Série A têm voto com peso 2 e os da B, peso 1). Em março de 2022,  Ednaldo Rorigues, ex-chefe da Federação da Bahia, foi eleito presidente da CBF, cargo que ocupará até 2026

Em 2021, por conta dos generosos repasses, a FFMS fechou com saldo positivo de R$ 52,6 mil. Nos dois anos seguintes, o balanço mostra déficit. Em 2022 o prejuízo foi de R$ 492 mil e no ano passado, de R$ 218 mil. 

VEJA O VÍDEO

Padre de MS atribui tragédias no RS à 'proliferação de centros de macumba'

Após associar tragédias no Rio Grande do Sul "porque Estado é satanista", católico da Paróquia de Nova Andradina enfrenta denúncia de deputado do Rio Grande do Sul junto ao Ministério Público Federal

21/05/2024 12h31

Fala aconteceu no Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, a Diocese de Naviraí, ainda no dia 08 deste mês. 

Fala aconteceu no Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, a Diocese de Naviraí, ainda no dia 08 deste mês.  Reprodução/YouTube Santuário Nova Andradina

Continue Lendo...

Padre católico da Paróquia São Vicente de Paulo, em Nova Andradina, Paulo Santos Silva se tornou alvo de representação junto ao Ministério Público Federal, após fala em que associa tragédias do Rio Grande do Sul ao fato de que, segundo ele, o Estado "é santanista" e "abraçou satanismo e bruxaria".

A fala foi feita durante missa solidária e novena perpétua batizada como "Maria, Ensina teu povo a rezar", que aconteceu no Santuário Diocesano Imaculado Coração de Maria, a Diocese de Naviraí, ainda no dia 08 deste mês. 

Mais recente, há cerca de um dia, deputado estadual do Partido dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul (PT-RS), Leonel Guterres Radde, começou uma jornada nas redes sociais buscando identificar o religioso. 

"Mesmo com toda essa catástrofe no Rio Grande do Sul, ainda temos que buscar criminosos para serem responsabilizados pela Justiça", disse o deputado, que posteriormente usou das redes para indicar que a denúncia no MPF já tinha sido registrada.  

Conforme a representação, o padre "efetua uma pregação criminosa, visto repleta de preconceitos religiosos", já que sua fala associa as tragédias no RS ao abandono do povo local "a religião correta, visto que, em suas palavras: 'o Estado abraçou o satanismo e a bruxaria'". 

Representação de Leonel junto ao MPF. Reprodução: Redes sociais

Discurso do católico

O padre destinou pouco mais de quatro minutos de discurso sobre a situação que afeta ao Estado no qual nasceu, até trechos desse discurso passarem a circular pelas redes sociais, chamando atenção ao "alerta" que o Padre faz, dizendo que o RS "há muito tempo abraçou a bruxaria e o satanismo" 

O padre afirma que "Deus não precisa mandar sofrimento", mas que a sociedade busca "coisas ruins" para si, complementando que "há muito tempo o povo tem se afastado de Deus". 

"O secularismo chegou ao Rio Grande do Sul, o Estado mais ateu da Federação. Existem mais centros de macumba na cidade de Porto Alegre do que no Estado da Bahia inteiro. Inteiro! Precisamos buscar a Deus porque quando vier a adversidade e a dor o que vai nos manter de pé é a fé", expõe o religioso. 

Evidenciando sua origem gaúcha, como sua família vive naquele Estado, ele expôs o drama enfrentado pela própria mãe no início do mês de maio, dizendo que sua matriarca por vezes reclamou de sede e fome.  

"Fico muito impressionado quando vou de férias para a casa dos familiares, ajudar os sacerdotes nas favelas, periferias ou mesmo em grande igrejas, e vejo uma missa dominical com cerca de 17 pessoas. Meu povo está abandonando a fé. O Estado se chamava Província de São Pedro", disse ele.

Abaixo você confere a fala do padre na íntegra, com pouco mais de quatro minutos, em que ele aparece junto à bandeira do Rio Grande do Sul e encerra com uma intercessão, convidando a igreja a orar de joelhos. 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).