Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Cidade tem hoje pouco mais de 20 mil habitantes, segundo o IBGE
23/10/2019 09:50 - BRUNA AQUINO


 

O município de Chapadão do Sul, há 337 quilômetros de Campo Grande, comemora nesta quarta-feira (23), 32 anos de emancipação política e administrativa. Neste ano, as comemorações da cidade foram antecipadas e deram início ainda no dia 11 de outubro com o Dia das Crianças, seguindo a semana com os Jogos Escolares e show com a dupla sertaneja Victor Gregório e Marco Aurélio. As festividades foram encerradas no domingo, dia 20 de outubro, com  o 3º GP de Ciclismo e show do cantor gospel Jariston Lima. 

Sobre as festividades deste ano o prefeito João Carlos Krug explicou que as programações foram menores mas que não deixou de ser marca de mais um aniversário da cidade. “Neste ano foi mais enxuta em relação aos anos anteriores devido queda na arrecadação do município, mas não poderíamos deixar de comemorar mais um ano da nossa cidade, assim o dinheiro que seria gasto com as festividades será investido em outras prioridades, parabéns Chapadão do Sul por seus 32 anos de emancipação”, disse. 

Com mais de 20 mil habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Chapadão do Sul possui área territorial de 3.823,979 Km². Com clima tropical úmido, a temperatura anual do município varia entre mínima de 13°C e máxima de 28°C.

Chapadão do Sul é cercado pela bacia do Rio Paraná e contém os rios Sucuriú, Indaiá, Aporé e Paraíso. No relevo, um terço do município compreende um planalto totalmente mecanizável com altitude média de 820m; o restante é formado de áreas mais baixas, 500 à 600 metros de altitude, levemente onduladas.

Chapadão do Sul- foto: MS Todo Dia

HISTÓRICO

O município de Chapadão do Sul localiza-se na região Nordeste do Estado de Mato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste do Brasil, com área de 3.823,979 km quadrados. A região onde hoje se localiza a cidade começou ser povoada na década de 70 com a chegada do Comendador Júlio Alves Martins, que em 1979 adquiriu as terras de Edwino Raimundo Schultz e Gentil Dalmas e regularizou o loteamento.

A partir do início da década de 80 o povoado deslanchou e foi elevado a distrito em 1980. A criação do município, desmembrado de Cassilândia e Paranaíba, aconteceu através da Lei nº 768/87, assinada em 23 de outubro de 1987. A primeira eleição para prefeito aconteceu em novembro de 1988 e a posse em janeiro de 1989. A Comarca foi instalada em 23 de outubro de 1999 e a 2ª vara em janeiro de 2006.

CIDADE DO ALGODÃO

O município começou a se desenvolver graças ao cultivo de arroz, soja e milho. Hoje, consolidado o projeto de agricultura altamente tecnificada, o município possui aproximadamente 182 mil hectares de lavoura e produz soja, algodão, milho, nabo forrageiro, sorgo, milheto, amendoim, girassol, dentre outras culturas, e começa a se destacar ainda na produção da cana-de-açúcar com a instalação de uma usina sucroalcooleira. Outro destaque é o rebanho bovino, estimado em 250 mil cabeças, onde predomina o gado nelore, fornecedor de matrizes para o cruzamento industrial, praticado nas fazendas de atividade mista, de agricultura e pecuária. Também há no município a criação de suínos e apicultura.

Colonizada por desbravadores vindos de vários cantos do País, principalmente dos estados da região Sul, Chapadão do Sul tem atualmente cerca de 20 mil habitantes. A cidade dispõe de infra-estrutura moderna, sendo centro de região e modelo em áreas importantes como educação e saúde. O município é um dos mais expressivos Centros Educacionais e de Conhecimento, com campus de ciências agrárias da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, com quatro cursos – Agronomia, Engenharia Florestal, Biologia e Pedagogia; e uma Faculdade privada com cursos de administração, ciências contábeis e pós-graduação em gestão pública, gestão empresarial com ênfase em RH e gestão sucroalcooleira.

Conta ainda com modernas escolas na rede municipal de ensino, escolas estaduais e particulares. Na área urbana, casas modernas em estilo arrojado demonstram a riqueza da região e o nível cultural de seus habitantes. Chapadão do Sul tem qualidade de vida; possui o melhor índice de Desenvolvimento Humano Municipal –IDH-M, o maior Índice de Desenvolvimento Infantil, maior PIB – Produto Interno Bruto, menor índice de mortalidade infantil de Mato Grosso do Sul e o segundo menor Índice de Analfabetismo do Estado. A cidade é a capital da produtividade agrícola e se destaca ainda como pólo na geração de energia.

Felpuda


A parceria que até então era cantada em prosa e verso, com direito à divulgação de fotos em momentos de muita alegria, dá sinais de que realmente está se esgotando. O tal parceiro quase não mais aparece nos meios de divulgação, e até criticas, digamos, “meio de leve” vêm sendo feitas. Dizem que está o “maior climão”.Mas pelo sim, pelo não, resta esperar para ver onde é que essa parceria chegará. Sei não...