Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

FUNERAIS E VELÓRIOS

Contaminados por Covid-19 poderão ser velados em Campo Grande

Em casos específicos suspeitos e contaminados pelo coronavírus não precisarão ser lacrados em urnas
05/11/2020 23:00 - Thais Libni


A prefeitura de Campo Grande publicou, nesta quinta-feira (05), no Diário Oficial do município (Diogrande), a realização de velórios e funerais para pessoas que morreram em decorrência do novo Coronavírus (Covid-19). 

Válido desde a data de sua publicação, o documento informa que todos os envolvidos devem atender as orientações emitidas pela nota técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

As medidas são aplicadas a velórios, funerárias, cemitérios, crematórios, entre outros, devido o risco da propagação da Covid-19. 

De acordo com as normativas, o manejo do corpo, também deverá ser realizado conforme as normas técnicas de biossegurança. Entre elas, estão a obrigatoriedade do corpo em saco impermeável e urna lacrada. 

Esse critério fica suspenso para aqueles casos que apresentarem uma declaração assinada pelo médico do indivíduo atestando que este, se encontrava fora de período de transmissibilidade da doença. 

Já os velórios, de pessoas com suspeita ou confirmação de contaminação da doença, poderão ocorrer em casos, cujo; o resultado foi negativo anterior ao sepultamento; em caso de morte por outra circunstância, com laudo médico apresentando resultado negativo; para casos fora de risco de transmissibilidade, ou seja, que já tenha realizado 20 dias de isolamento desde os sintomas iniciais, com melhora no quadro de saúde e ausência de febre de no mínimo 24 horas. 

Funeral 

Atendendo à atual situação epidemiológica, os funerais deverão acontecer com menor número possível de pessoas, para menor probabilidade de contágio por Covid-19.

Funerais e velórios poderão acontecer durante duas horas, com no máximo 10 pessoas. 

Todos no ambiente devem respeitar as medidas de segurança, com o uso obrigatório de máscara e distanciamento.

Recomenda-se que as pessoas dos grupos mais vulneráveis (crianças, idosos, grávidas e pessoas com imunossupressão ou com doença crônica), não participem nos funerais; bem como, pessoas sintomáticas respiratórias.

A integra do documento pode ser acessada através deste link 

 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!