Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Coronavírus: consultas agendadas são suspensas na Capital

Prefeitura decretou situação de emergência para combater pandemia
18/03/2020 19:09 - Adriel Mattos


A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande determinou a suspensão do atendimento ambulatorial nas unidades básicas e outros postos. A resolução foi publicada em edição extra do Diário Oficial da Capital (Diogrande) nesta quarta-feira (18).

A partir de quinta-feira (19), consultas agendadas nas  Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), Clínicas da Família, ambulatórios de especialidades médicas, unidades da Rede de Atenção Psicossocial, entre outras ficam suspensas em razão da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Assim, serão atendidos apenas pacientes com sintomas desta doença, além de dengue e outras patologias, que serão especificadas em nota técnica a ser divulgada. A Sesau vai comunicar os pacientes sobre o adiamento das consultas.

Profissionais serão deslocados e receberão treinamento para atender casos suspeitos do novo coronavírus. Não há prazo para retomada do atendimento ambulatorial.

EMERGÊNCIA

Na mesma edição extra, a prefeitura publicou decreto de situação de emergência. O município poderá, por exemplo, comprar materiais e outros insumos sem a necessidade de abrir uma licitação. Também poderá requisitar bens e serviços de pessoas físicas e jurídicas, indenizando-as posteriormente.

O decreto ressalta ainda outras medidas que a prefeitura já tomou: o regime de teletrabalho nas repartições públicas; suspensão de férias dos servidores da saúde, segurança, assistência social e serviço funerário.

A declaração de emergência havia sido anunciada mais cedo pelo prefeito Marcos Trad (PSD). Ele adiantou na ocasião que recomendou o fechamento de shoppings centers e academias.  

Parques municipais serão fechados, assim como as praças. Bares e restaurantes devem reduzir a lotação em até 30%. Entregas deverão ser feitas presencialmente. Esses estabelecimentos que funcionam em hotéis e pousadas deverão restringir o atendimento apenas para os hóspedes.

“Trata-se de recomendação. Todavia, estaremos com fiscais para medidas preventivas nesses locais. Não temos essa competência, mas podemos fechar se houver descumprimento dessas regras”, declarou o prefeito.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!