Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Primeiro paciente com Covid-19 em Corumbá recebe alta da Santa Casa

Aparecido pretende prestar serviços para ajudar no combate ao coronavírus
13/04/2020 15:48 - Fábio Oruê


 

Sob aplausos da equipe de saúde, o primeiro paciente a contrair o novo coronavírus em Corumbá, Aparecido José Brandão, de 48 anos, teve alta hospitalar, após oito dias internado. Aparecido procurou o Pronto-Socorro no dia três de abril, onde teve o diagnóstico suspeito pela equipe e, pelo quadro clínico que se encontrava, foi encaminhado ao Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da Santa Casa.

Na saída do Hospital, emocionado, o paciente agradeceu todos os profissionais. “Muito obrigado a todos que cuidaram de mim, que estão colocando suas vidas em risco. Deus abençoe todos vocês”, disse. 

Aparecido, chamado também pelo apelido de “Dinho” por amigos e familiares, disse que a sensação de poder voltar para casa é como se voasse que "nem um passarinho” e “respirando outra vez o ar puro”.

Na saída do hospital, uma cena que tem se repetido em todo o Brasil quando pacientes curados da doença recebem alta. Ele foi aplaudido por médicos e enfermeiros quando passou pela recepção do hospital, de cadeiras de rodas, empurrado pelo médico e diretor técnico da Santa Casa, Manoel João de Oliveira, até chegar ao carro, que estava à sua espera.

“A melhor notícia dada foi que estou imune à doença e que não sou mais transmissor. Porém, devo ficar em isolamento por mais alguns dias, seguindo recomendação médica, até mesmo para fortalecer a recuperação. É necessário pela minha saúde”, mencionou ele, em entrevista ao site Diário Corumbaense. 

“Assim, que retomar as minhas atividades de trabalho, vou voltar à Santa Casa, para ajudar a consertar algumas coisas, entre elas cadeiras e mesas. Nosso hospital precisa dessas ações”, prometeu ele, que é serralheiro. 

O médico e diretor técnico da Santa Casa, Manoel João de Oliveira, informou que o paciente reagiu muito bem ao tratamento, e que a resposta positiva se deve ao uso do coquetel com os medicamentos cloroquina e azitromicina. Os medicamentos ainda estão em fase de testes no país para tratamento da doença, mas podem ser usados em casos que o médico achar necessário e com autorização do paciente. 

 

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!