Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Brasilândia registra primeiro caso suspeito do novo coronavírus

Paciente é um menino de 3 anos, que foi transferido para Três Lagoas
22/03/2020 11:12 - Adriel Mattos


 

A prefeitura de Brasilândia registrou o primeiro caso suspeito de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O paciente é um menino de 3 anos, segundo nota publicada na rede social Facebook pela prefeitura.

“O paciente deu entrada no Hospital Júlio César Paulino Maia e foi encaminhado para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Três Lagoas. A Saúde realizou a coleta de exame no paciente e a amostra foi encaminhada ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/MS), para constatação da doença”, diz trecho da nota.

As pessoas que tiveram contato com a criança devem manter isolamento, conforme orientou a  Secretaria Municipal de Saúde. A pasta recomendou ainda que os moradores da cidade evitem sair de casa.  

Familiares e alunos do Centro de Educação Infantil (Ceinf) Carmelita Barbosa Caetano também devem ficar em isolamento, pelo menos até o resultado dos exames do menino serem divulgados. A Saúde orienta ainda que ninguém procure o hospital da cidade se não apresentar sintomas.

O prefeito Antônio de Pádua Tiago (MDB) decretou situação de emergência ontem. Fica determinada a suspensão das atividades de todos os estabelecimentos comerciais e serviços privados não essenciais, exceto os serviços essenciais abastecimento da população como supermercados, padarias, postos de combustível, distribuidoras de gás, distribuidoras de alimentos, farmácias, estabelecimentos de saúde e serviços bancários e lotérica, a fim de evitar a aglomeração de pessoas.

Também foram suspensas as atividades das escolinhas de esporte, estádio e ginásio de esportes, cujas as dependências devem ser fechadas. As atividades nas praças esportivas públicas e particulares, biblioteca e alvarás dos espaços para festas estão todos suspensos.

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.