Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

MS tem mais dois casos de coronavírus; doença chega ao interior

Número de casos confirmados subiu para nove no Estado
19/03/2020 17:03 - Glaucea Vaccari


Número de casos confirmados de coronavírus subiu para nove em Mato Grosso do Sul, com mais dois exames resultando positivo para a Covid-19 no Estado. Os casos confirmados, que estavam concentrados em Campo Grande, chegaram até o interior, com uma paciente de Sidrolândia.

De acordo com boletim divulgado nesta quinta-feira (19) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), a paciente de Sidrolândia é uma mulher de 42 anos, que retornou da Europa recentemente e foi notificado em 17 de março.

O outro caso positivo é um homem de 38 anos, de Campo Grande, que também foi notificado em 17 de março e teve contato com outra pessoa que testou positivo para a doença.

Todos os outros sete casos confirmados são de pessoas de Campo Grande, entre eles, estão a jovem Thayany Silva, de 23 anos - namorada de Ueze Zahran Stamatis, 27 anos, morador de São Paulo, o cônsul da Síria, Kabril Yousseff, o assessor da prefeitura de Campo Grande Robson Gatti e sua esposa.

Secretaria de Saúde monitora outros 39 casos suspeitos da Covid-19. Todos estes casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Laboratório Central (Lacen/MS), onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e Coronavírus.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 171 notificações de casos suspeitos do coronavírus em Mato Grosso do Sul, sendo que 123 casos foram desconsiderados para Covid-19. Destes, onze foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde e 112 foram descartados após os exames darem negativo para o coronavírus.

Em todo o Brasil, foram confirmadas pelo Ministério da Saúde seis mortes por Covi-19 até a tarde de hoje. Já os casos confirmados saíram de 428 para 621 entre ontem e hoje.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.