Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE COLETIVO

Passageiros têm temperatura aferida antes de embarque em terminais nesta segunda

Orientação sobre as medidas de biossegurança também foram repassadas
06/07/2020 13:36 - Gabrielle Tavares


 

Funcionários da Sest Senai, em parceria com o Consórcio Guaicurus e a prefeitura de Campo Grande, realizaram ação de conscientização e medição de temperatura corporal nos terminais de ônibus, na manhã desta segunda-feira (6), contra o coronavírus. 

As visitas foram nos terminais Guaicurus, Bandeirantes, Aero ancho e Morenão, onde foram distribuídos folhetos com informações sobre as medidas de biossegurança, forma correta de higienização das mãos e desinfecção com álcool em gel.

Se a temperatura do passageiro estivesse acima de 37,8° ele era orientado a procurar uma unidade de saúde, além de preencher um formulário para realizar estimativa de dados da ação. “Como o fluxo de pessoas é muito rápido, abordamos quem está na fila esperando o embarque”, explicou um dos agentes, João Lopes Junior.

A aposentada Maria do Carmo, de 77 anos, estava no terminal Guaicurus nesta manhã e passou pelo atendimento da equipe. Ela disse que só saiu de casa porque precisa ir ao banco, mas que aprovou a abordagem, “qualquer coisa contra o coronavírus é bom”, comentou.

Outro aposentado, Paulo Bernardo, de 75 anos, estava sem máscara enquanto esperava pelo ônibus. Ele explicou que sofre com edema pulmonar crônico e que por isso fica sem ar ao utilizar o equipamento. “Mas eu carrego a máscara comigo, as vezes coloco. Não tenho medo da doença, se ela vier, veio”, contou. 

Também a partir de hoje, os 1,2 mil colaboradores do Consórcio Guaicurus passaram a ter a temperatura monitorada, e começaram a realizar cursos de prevenção ao contágio pelo coronavírus. 

 
 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!