Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENFRENTAMENTO

Coronavírus: Empresas reforçam cuidados e eventos são cancelados

Prevenção ao coronavírus tem motivado mudanças no mundo
13/03/2020 18:00 - Camila Andrade Zanin, Glaucea Vaccari


 

Em meio ao aumento da preocupação com a disseminação do novo coronavírus, algumas empresas, repartições públicas e cidadãos já começam a tomar as precauções necessárias em Mato Grosso do Sul. Em algumas farmácias da Capital já faltam máscaras e álcool em gel; a Energisa, uma das maiores empresas do Estado, reforçou os protocolos de higiene e segurança; e o Tribunal Regional Eleitoral cancelou um evento jurídico. 

Na Energisa, que conta com 1.427 funcionários no Estado, um plano de contingência foi criado, e as reuniões corporativas e viagens, canceladas. Os deslocamento são somente os operacionais. 

Coordenador de Saúde e Segurança do Trabalho na Energisa, Wagner Garcia Lima explicou que a empresa estabeleceu três níveis de resposta: verde (prevenção), amarelo (caso confirmado em unidades da empresa fora do Estado ou com casos confirmados em MS) e vermelho (se algum colaborador contrair o Covid-19). “Estamos no nível verde no estado. Já temos algumas iniciativas como prevenção à saúde e assistência médica. Aumentamos a demanda de álcool em gel. Já tínhamos essa prática, mas agora fizemos uma aquisição maior no mercado. Também antecipamos a vacinação”, complementou. 

O Correio do Estado voltou a algumas farmácias do centro de Campo Grande. Em muitas delas, o álcool em gel era um ítem raro: quando tinha, não havia em todas as opções de embalagem. Máscaras também quase não existem mais.

Mato Grosso do Sul não tem nenhum caso confirmado do novo coronavírus. Conforme o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), até esta sexta-feira (13), 15 casos suspeitos estão sendo monitorados.

EVENTOS CANCELADOS

O 3º Congresso Internacional de Direito Eleitoral (Conidel), que seria realizado nos dias 19 e 20 de março, em Campo Grande, foi adiado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) e pela Comissão Organizadora, como medida de segurança contra a propagação do novo coronavírus. 

O congresso seria realizado no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo e, até ontem, já contava com 2,6 mil participantes. Uma nova data para a realização do Conidel 2020 será confirmada. 

Tradicional Corrida da Paz, que seria realizada neste domingo (15), também foi adiada por tempo indeterminado pelo Comando Militar do Oeste, por conta da orientações para evitar aglomerações de pessoas devido ao risco de propagação do coronavírus. 

O evento, que está na 15ª edição, seria realizado a partir das 7h30, no Parque das Nações Índigenas. Percurso da corrida seria de cinco quilômetros, além de caminhada e passeio ciclístico, com trajeto de três quilômetros. 

Nesta sexta-feira (13), o Ministério Público Estadual (MPMS) publicou portaria que trata da suspensão, por 30 dias, de todos os eventos que seriam realizados no âmbito do MP em Mato Grosso do Sul. Desta forma, foram suspensas a XVI Reunião Ordinária do Grupo de Atuação Especial da Execução Penal, o 1º Encontro Interinstitucional de Atenção às Pessoas com Transtorno Mental em Conflito com a Lei e o VIII Encontro Estadual do MPMS na Lei Maria da Penha, que seriam realizados no dia 19 de março.

A Escola Superior do MPMS informou que o Curso de Extensão “Antropologia e Políticas Públicas para a Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes Indígenas”, realizado em parceria com a UFGD, que aconteceria no auditório das Promotorias de Justiça, em Dourados, também está suspenso por tempo indeterminado.

As sessões solenes na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul pode estar com os dias contados bem como na Câmara Municipal de Campo Grande devido à pandemia de coronavírus. A possibilidade foi informada nesta sexta-feira ( pelo presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa (PSDB) e também pela assessoria de imprensa da Câmara.  Na próxima segunda-feira (16), haverá audiência pública para definir quais serão os próximos passos.

 

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.