Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CUIDADOS

Motoqueiros são orientados a não tirarem o capacete na hora da entrega

Ações são para evitar a contaminação pelo novo coronavírus
27/03/2020 18:16 - Izabela Jornada


 

Nesse período de pandemia em que o mundo todo está enfrentando, a profissão dos entregadores é uma das mais necessárias e requisitadas no momento. Por esse motivo, como parte das ações para combater a disseminação do novo coronavírus, motoentregadores recebem instruções de como proceder para não contaminarem e nem serem contaminados, durante a entrega dos produtos. Uma das orientações é de não tirar o capacete na hora da entrega.

De acordo com gerente comercial de uma das três lanchonetes em Campo Grande, Guilherme Pacheco, as entregas tiveram um aumento de, aproximadamente, 30% desde o início do decreto municipal, última segunda-feira (23), em que o prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD) proibiu aglomerações. “Não contratamos mais motoqueiros, tivemos que nos virar com os que temos, o movimento na lanchonete diminuiu muito, mas as entregas aumentaram sim”, afirmou o gerente.

Até compras de mercado que eram feitas in loco, foram substituídas pelos serviços de entrega. Esse é o caso da aposentada Dina de Freitas. Para não ter contato com mais pessoas, ela preferiu aderir ao delivery. “Tiramos as sacolinhas, colocamos no balde com água e quiboa para poder pôr no lixo”, afirmou a aposentada sobre os cuidados que teve ao receber as compras de um mercado da cidade.

Além de comida, outros produtos que acabam sendo essenciais são os medicamentos. A contadora Helen Amaral, de 25 anos, fez pedidos em uma farmácia e notou que o motoentregador não tirou o capacete para atendê-la. “Ele estava de luvas”, declarou.  

As instruções para os funcionários da área de entrega estão sendo dadas por meio do programa Direção Viva do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). E nesta semana, o programa explica alguns cuidados orientados pelo Ministério da Saúde, para evitar a contaminação.

A primeira instrução dada pelo Detran é que o entregador evite tirar o capacete durante as entregas, pois ele pode ser considerado como uma proteção extra. Após a entrega, o entregador deve limpar com álcool em gel suas luvas, manetes, retrovisores, chaves, e se possível o próprio capacete. Além disso, é necessário higienizar também a máquina de cartão para a próxima entrega.

Retornado ao estabelecimento, o entregador deve pedir que alguém entregue as próximas encomendas do lado de fora para ele. Assim, evitará contato com as pessoas que estão trabalhando dentro do estabelecimento.

Quem recebe encomenda também precisa de cuidados extras e a orientação, neste caso, é para que o cliente entre em casa e leve-a para uma mesa. Passe um pano com álcool em gel, álcool 70% ou água sanitária nas embalagens ou, se possível, higienize tudo com água e sabão.

Direção Viva

O Direção Viva é mais uma ferramenta do Detran-MS, que de forma clara e objetiva tem como intuito principal de deixar o usuário informado, com dicas de segurança, de documentação e de educação para o trânsito. O programa está sendo transmitido nas redes sociais do departamento, TV Assembleia com o objetivo de desmistificar em forma de vídeo, alguns temas importantes, mas que muitos ainda têm dúvidas.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!