Cidades

Meio Ambiente

Correio do Estado recebe Prêmio Ecologia e Ambientalismo

Correio do Estado recebe Prêmio Ecologia e Ambientalismo

Gabriel Maymone

08/06/2011 - 14h11
Continue lendo...

Embalados pelo Dia Mundial do Meio Ambiente - comemorado no último dia 5 de junho, vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande entregaram, nesta manhã, o Prêmio Ecologia e Ambientalismo à pessoas e entidades que promoveram ações e medidas em favor ao meio ambiente.

O Grupo Correio do Estado foi um dos grandes homenageados com dois prêmios, devido aos serviços prestados em favor do meio ambiente. Um dos diretores do Grupo Correio do Estado, Marcos Fernando Alves Rodrigues, destacou algumas dessas ações, “Esse prêmio foi conquistado por ações como a publicação do caderno de Ecologia, modernização no processo de impressão do jornal e medidas como economia de água”, completa Marcos. A proposta foi do presidente da Câmara Municipal, Paulo Siufi.

A história do Grupo Correio do Estado se confunde com a luta em prol do meio ambiente. Em 1982 o jornal de maior circulação de Mato Grosso do Sul alcançou uma grande vitória junto à sociedade ao defender o Pantanal, sendo contrário veementemente à instalação de Usinas de Álcool no Pantanal.

Outra luta engendrada pelo Grupo Correio do Estado está sendo a proibição da instalação de pequenas Usinas Hidrelétricas na Bacia do Alto Paraguai

O editor do caderno de Ecologia (veiculado quinzenalmente às terças-feiras), Ico Victório, também recebeu o prêmio pelo trabalho feito no caderno. O proponente foi o vereador Professor João Rocha (PSDB).

Segundo o jornalista, a preservação do Meio Ambiente sempre foi o foco editorial do jornal Correio do Estado, que participa ativamente das questões ambientais, focado na responsabilidade social.

Ele lembrou também que uma outra luta está sendo a proibição da instalação de pequenas Usinas Hidrelétricas na Bacia do Alto Paraguai.

O evento aconteceu nesta manhã na Câmara Municipal e contou com a presença de diversas autoridades, além dos vereadores da Capital.

Cada vereador escolheu duas personalidades para serem homenageadas, sendo 43 homenageados. A premiação acontece há 11 anos, sempre na semana do dia 5 de Junho. 

CARTÃO VERMELHO

Preso com R$ 800 mil, Cezário vivia insatifeito com seus ganhos

Interceptação telefônica revela que ele pretendia montar um projeto para tomar dinheiro de prefeituras. Do Governo do Estado, a Federação recebeu R$ 1,35 milhão em 2023

23/05/2024 12h11

"Entende Romeu? Tá louco rapaz, nós precisamos ganhar dinheiro desse futebol", afirmou Cezário a um interlocutor

Continue Lendo...

Apesar de estar com mais de R$ 800 mil em espécie em sua residência e dos supostos desvios milionários, o presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, Francisco Cezário, estava insatisfeito com seus rendimentos e sempre planejava novas formas para aumentar seus ganhos. 

Trecho da decisão judicial que decretou a prisão de Cezário, assinada pelo juiz Eduardo Eugênio Siravegna Junior, destaca uma iterceptação telefônica na qual Cezário sugere a criação de um projeto para tomar dinheiro de prefeituras, já que não estava satisfeito com o que recebia do Governo do Estado e da CBF. 

"Nós não temos um jeito de inventar um projeto pra nós ganhar dinheiro cara? No interior de São Paulo tem um projeto dos times de futebol das prefeituras. Não sei se você conhece esse projeto o Adachito uma vez trabalhou nele, Você lembra ou não?" 

Na outra ponta da linha telefônica estava uma pessoa sobre a qual a decisão judicial não traz detalhes. Deixa claro somente que se tratava de alguém identificado como Romeu. E essa identificação foi possível porque o próprio Cezário citou. 

“Entende Romeu?  Tá louco rapaz, nós precisamos ganhar dinheiro desse futebol”, afirmou Cezário.  Esse grampo, feito com autorização judicial, “denota que a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul era utilizada para receber vantagens indevidas, com o desvio de verbas públicas”, escreveu o magistrado em seu decreto de prisão. 

Somente em 2023 a Federação recebeu R$ 1,36 milhão da Fundesporte. A maior parte, R$ 1.014,490,00 para o Estadual da Série A. Outros R$ 245.145,00 para o Estadual de Futebol Feminino e mais R$ 99.984,00 para a Série B. Para dar um ar de seriedade na prestação de contas, a Federação devolveu quase R$ 6 mil. 

Além disso, a Federação também recebe ajuda generosa da Confederação de Futebol (CBF). Em 2021, por exemplo, foram R$ 2,15 milhões, o quinto maior repasse entre todas as federações do País, embora o futebol local tenha a terceira pior pontuação no ranking da CBF. 

Por conta de sua insatisfação com o faturamento, o qual dividia com uma série de familiares, Francisco Cezário também sonegava impostos, o que é outra forma de melhorar os rendimentos. 

“Em análise dos relatórios extraídos das instituições bancárias, as investigações identificaram que, no período de 4 anos, Francisco Cezário de Oliveira recebeu 84 transferências da Federação de Futebol, identificadas como "pagamentos em cheque", que totalizaram R$ 403.225,47, valores que não foram declarados à Receita Federal”. 

INSATISFAÇÃO GENERALIZADA

E não era somente Cezário que se mostrava insatisfeito com o faturamento, que era superior a R$ 1 milhão por ano, já que foram mais de R$ 6 milhões de desvio em um período inferior a cinco anos investigado pelo Ministério Público. 

Em interceptação telefônica do dia 19 de julho de 2022,  Aparecido Alves Pereira, um dos presos no dia 21, conversa com sua esposa e menciona que Umberto Alves Pereira estaria "empurrando dinheiro no rabo de Cezário". Complementa ainda que Umberto colocou “dinheiro dentro do envelope e foi lá na casa do Cezário entre quatro e cinco horas da tarde”. 

Esse Umberto, que é sobrinho de Cezário, recebeu em suas contas quase R$ 2,9 milhões em menos de cinco anos e essa interceptação telefônica deixa claro que ele sacava o dinheiro e entregava a maior parte ao tio Cezário. 

Apesar de ser o sobrinho predileto por conta de sua fidelidade, Umberto deu provas de que não estava satisfeito com aquilo que o tio lhe deixava. No 21 de abril de 2023, Umberto ligou para Rubson Bogarim Barbosa, também preso na operação Cartão Vermelho, para combinarem o desvio de R$ 10.000,00 dos valores recebidos da CBF 

“Dá pra ver segunda e diz que arbitragem faz parte, e que tem que ver o que mais faz parte, gandula etc o que mais faz parte (...) então, isso que vou ver, e que se puder ver se encaixa ambulância e diz "ESSES 10 MIL AI, ELES VAI SER NOSSO ENTENDEU", diz a transcrição do juiz para justificar a prisão dos dois. 

Os próprios subalternos de Cezário, quase todos familiares, tinham conhecimento de sua insatisfação com os faturamentos. Em conversa telefônica de Valdir Alves Pereira, também preso, com sua esposa, Valdir “reclama que Francisco Cezário diz não ter dinheiro para pagar o seu veículo, mas que possui recursos para gastar com Jamiro Rodrigues de Oliveira (MIRO), presidente do Clube Misto de Três Lagoas”. 
 

FERIADÃO

Corpus Christi movimentará 25 mil pessoas na rodoviária de Campo Grande

Destinos mais procurados são Corumbá, Cuiabá, Brasília, Dourados, Ponta Porã, São Paulo e Rio de Janeiro

23/05/2024 12h00

Passageiros no Terminal Rodoviário de Campo Grande

Passageiros no Terminal Rodoviário de Campo Grande ARQUIVO/CORREIO DO ESTADO

Continue Lendo...

Corpus Christi, feriado religioso, será comemorado na próxima quinta-feira (30) em todo o Brasil.

Órgãos e repartições públicas municipais e estaduais decretaram ponto facultativo e emendaram a folga de quinta-feira (30) a domingo (2).

Portanto, quem tem oportunidade e disponibilidade, não perde tempo para curtir o feriadão em outra cidade.

Com isso, o movimento promete ser intenso no Terminal Rodoviário de Campo Grande neste feriado.

De acordo com a concessionária que administra o terminal, a expectativa é que 25 mil pessoas embarquem e desembarquem no local entre quarta-feira (29) e segunda-feira (3).

Entre quarta (29) e quinta-feira (30), 5 mil pessoas devem passar pelo terminal. Os destinos mais procurados são Corumbá, Cuiabá, Brasília, Dourados, Ponta Porã, São Paulo e Rio de Janeiro

ORIENTAÇÕES

A empresa que administra a Rodoviária da Capital orienta que o passageiro:

  • Apresente documento oficial com foto no momento de embarque, mesmo que seja criança;
  • Chegue com 1 hora de antecedência do horário do embarque;
  • Obedeça o limite de bagagem: 30kg por pessoa no bagageiro e 5kg de bagagem de mão;
  • Remarcação e reembolso de passagens são feitos com até 3 horas de antecedência, diretamente com a empresa de ônibus;
  • Crianças e adolescentes menores de 16 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis. Caso viajem desacompanhados ou com terceiros, precisam de autorização.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).