Clique aqui e veja as últimas notícias!

TEMPO QUENTE E SECO

Calorão: Corumbá e Coxim registram as maiores temperaturas do Brasil

De 20 cidades mais quentes nesta quinta-feira, dez são de Mato Grosso do Sul
27/11/2020 09:31 - Glaucea Vaccari


Corumbá e Coxim foram as cidades mais quentes do Brasil nesta quinta-feira (26), segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Conforme o ranking do Inmet, Corumbá registrou 39,4°C e Coxim 38,3°C. 

Acompanhe as últimas notícias

Entre as 20 cidades mais quentes do País, dez são de Mato Grosso do Sul. Além de Corumbá e Coxim, sendo Angélica (37,7°C), Iguatemi (37,7°C), Ribas do Rio Pardo (37,5°C), Ivinhema (37,4°C), Água Clara (37,4°C), Santa Rita do Pardo (37,3°C), Itaquiraí (37,2°C), e Rio Brilhante (36,8°C).

No Estado, as máximas não passaram de 40°C, no entanto, chegaram perto e a sensação térmica é de mais calor do que o registrado no termômetro.

Além de mais quentes, o Estado também tem sete cidades entre as mais secas do País, com umidade abaixo de 30%, considerado estado de alerta pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Coxim aparece em quinto lugar, com umidade de 22%, seguida por Ivinhema, Rio Brilhante e Água Clara, com 23%, Itaquiraí com 24% e Cassilândia e Costa Rica, com 25%.

A OMS orienta que o índice adequado de umidade do ar deve ficar entre 50% e 80%. Quando está abaixo de 30%, os riscos à saúde aumentam e causam desconforto físico e podem provocar doenças. 

Isto porque o tempo seco contribui para o ressecamento das mucosas das vias aéreas, facilitando o surgimento de alergias, bronquite, asma, gripes e resfriados. A desidratação que pode levar à irritação nos olhos e garganta, além de ressecamento da pele e dermatites.