Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Covid-19 atinge estabilidade em Mato Grosso do Sul, mas Saúde mantém alerta

Secretária-adjunta reforçou que pacientes devem procurar atendimento ao sentir primeiros sintomas
21/08/2020 11:28 - Adriel Mattos


A média móvel de casos confirmados em Mato Grosso do Sul se mantém estável, mas a Secretaria de Estado de Saúde (SES) ressaltou que é necessário manter as medidas preventivas.

“Pedimos a colaboração de todos para em breve vermos um declínio no registro de casos. Mas mantenha em casa”, disse o titular da SES, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo do Governo do Estado na rede social Facebook.

O Estado está próximo de ultrapassar a marca de 41 mil casos e 700 mortes, e a secretária-adjunta voltou a pedir para que as pessoas procurem atendimento imediatamente.

“Temos recebido reclamações de que pacientes têm procurado atendimento nas unidades de saúde tardiamente. É importante que essas pessoas vão a uma unidade para que o quadro não se agrave”, frisou Crhistinne Maymone.

 
 

RESUMO DO DIA

Nesta sexta-feira (21), Mato Grosso do Sul chegou a 40.711 casos. Entre ontem e hoje, mais 510 casos foram confirmados.  

Desses novos casos, 251 foram registrados em Campo Grande, 38 em Corumbá, 34 em Dourados, 19 em Três Lagoas, 17 em Sidrolândia e 16 em Aquidauana.

Mais 1.729 pessoas se recuperaram da Covid-19, totalizando 33.946. 535 pacientes estão internados, sendo 302 em leitos clínicos e 239 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Portanto, em 24 horas, quatro pessoas foram hospitalizadas no Estado.  

Há ainda seis pacientes de outros estados sendo tratados em Mato Grosso do Sul, mas não contabilizados oficialmente pela SES.

Considerando o total geral de leitos e internações por outras doenças, a macrorregião de Campo Grande está com 77% dos leitos ocupados. A macrorregião de Dourados está com 71% da capacidade ocupada.  

A região de Corumbá está com 67% de ocupação. E a macrorregião de Três Lagoas tem 42% de leitos ocupados.  

Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas dez mortes causadas pela doença. Em Campo Grande, uma ocorreu no domingo (16) e outra na terça-feira (18).

Na quarta-feira (19), dois óbitos foram registrados em Campo Grande, um em Corumbá e um em Chapadão do Sul.

E ontem, Aparecida do Taboado confirmou uma morte e Dois Irmãos do Buriti também uma. Na Capital, foram duas, uma delas de um homem de 46 anos sem comorbidades. O Estado já tem 696 mortes pela doença.  

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!