Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Quem são os cientistas brasileiros que desenvolvem vacinas

Infectologista brasileira monitora na OMS os mais de 100 projetos de vacinas contra o novo coronavírus
26/07/2020 13:42 - Adriel Mattos


Cientistas brasileiros estão se destacando nas pesquisas de vacinas contra a Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus). Segundo a CNN Brasil, há mais de uma centena de projetos.

O imunologista Gustavo Cabral conheceu na Europa a tecnologia que hoje usa no Brasil para desenvolver uma vacina 100% nacional.  

“Não importa se vai ser este ano, ano que vem ou em dois anos, vai ser nossa. Se ela for segura, não vamos precisar ficar importando. Quando a gente chega a um produto, desenvolve tanto conhecimento que esse conhecimento será aplicado a diversos outros alvos”, disse.

 
 

O infectologista Pedro Folegatti é um dos responsáveis pelos milhares de testes da vacina de Oxford e nos últimos dias ganhou ainda mais destaque ao co-assinar o artigo que divulgou que a vacina, além de segura, é capaz de gerar uma resposta positiva no sistema imunológico.

“A competição é contra o vírus. A gente vive um momento sem precedentes no mundo inteiro e espero que essa seja apenas uma das vacinas que provem a eficiência contra o coronavírus”, afirmou.

 
 

Mais duas brasileiras estão na linha de frente nas pesquisas da vacina de Oxford: Sue Ann Costa Clemens, especialista em doenças infecciosas e diretora do Instituto de Saúde Global da Universidade de Siena, na Itália, e Lily Yin Weck, epidemiologista e professora do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O Brasil também tem representante no grupo criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para avaliar as mais de 160 vacinas em desenvolvimento: a infectologista Cristiana Toscano.  

“Nosso papel é acompanhar essas informações, monitorar e, com base nisso, ir pensando em estratégias e políticas de vacinação, questões bastante operacionais de como essa vacinação vai ser feita”, explica.

 

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!