Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAPITAL

Médicos são convocados para reforçar o combate à Covid-19

Prefeitura requisitou 60 profissionais inscritos no cadastro temporário
14/05/2020 18:28 - Súzan Benites


Foram convocados 60 médicos para atuar no combate ao novo coronavírus (Covid-19) em Campo Grande. A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) publicou na edição desta quinta-feira (14) do Diário Oficial, a convocação de profissionais para atuarem na Capital. 

Os profissionais deverão se apresentar na superintendência de gestão do trabalho e educação em saúde (SGTE) nas datas e horários estipulados em edital. Foram convocados médicos ambulatoriais, plantonistas e plantonistas residentes que atuarão com diferentes cargas horárias.  Segundo a Prefeitura, eles reforçarão o atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (USFs). 

São 11 médicos plantonistas residentes, que trabalharão 12 horas semanais, 17 plantonistas, com carga horária de 24 horas por semana. Também foram chamados 32 médicos ambulatoriais, sendo 15 com carga de 40 horas por semana, 16 trabalharão 24 horas e 1 atuará 20 horas semanais. 

Os profissionais chamados estavam inscritos no cadastro de médicos temporários da prefeitura, e devem se atentar a documentação exigida em edital e às datas e horários que eles devem comparecer à sede da secretaria, que fica na rua Bahia, 280. 

BOLETIM

Os dados do boletim epidemiológico divulgados nesta quinta-feira (14) apontam aumento de 22 casos de Covid-19 confirmados nas últimas 24 horas em Mato Grosso do Sul. Dos quais cinco foram confirmados na Capital. 

Campo Grande tem 167 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Na Capital, estava internado o homem de 38 anos que morreu vítima da doença. Este foi o 14º óbito pela doença em todo o Estado. A vítima estava internada na UTI desde o fim de abril. A vítima tinha diabetes, problemas cardíacos e obesidade associados, o que contribuiu para o agravamento do quadro clínico. 

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.